7 dicas de marketing para aprimorar seu negócio

Quer potencializar sua carreira? Comece uma pós-graduação no Mackenzie

Quem tem o empreendedorismo na veia sabe que há uma série de desafios para se tirar um negócio do papel. Além das travas burocráticas, a concorrência faz com que todo empreendimento seja uma aposta que precisa se consolidar: a competição tende a engolir os projetos que não estão pautados nas necessidades dos clientes. E é aí que entra a importância do marketing.

Em termos gerais, o setor se refere a processos que buscam perceber, produzir, entregar e comunicar o cliente acerca de produtos e serviços que determinada organização produz ou oferece.

Startups: tudo o que você precisa saber sobre esse tipo de negócio

É verdade que o marketing privilegia a venda, mas não se trata apenas da comercialização de produtos e serviços que constituem a atividade-fim da organização: é possível falar em venda de algo simbólico, que pode ser ainda mais importante do que aquilo que se comercializa efetivamente. O que a empresa tem como missão, visão e valores deve ser comunicado com prioridade.

Na prática, como isso se aplica? Confira nove dicas de como adotar o marketing em seu negócio e dar passos importantes rumo ao horizonte desejado.

1. Tenha um plano de marketing

(Fonte: Shutterstock)

É importante colocar no papel as concepções que norteiam a forma como o negócio deseja se estabelecer no mercado. Para isso, é necessário fazer um estudo para diagnosticar o ambiente em que a empresa quer se estruturar, o que permite que se aprenda com erros e acertos de concorrentes e se perceba oportunidades.

10 filmes no quais se inspirar para aprender lições de empreendedorismo

Feito isso, deve-se saber aonde a companhia quer chegar e definir a forma como isso ocorrerá, o que equivale a saber de quais táticas a empresa lançará mão para atingir o objetivo estabelecido. Acertar em cheio na plataforma de e-commerce ou ter um programa atrativo de fidelidade são exemplos de como responder à pergunta inicial.

Por fim, deve haver mecanismos confiáveis e funcionais para avaliar os resultados parciais e retomar o plano. São necessárias mudanças? Se sim, deve-se ajustá-lo. Caso contrário, o plano deve continuar a ser seguido.

2. Traduza seu desejo em metas palpáveis

(Fonte: Shutterstock)

Quantas vendas mensais são necessárias para que a empresa cumpra seu objetivo? A taxa de reincidência mensal, semestral ou anual de compras mostra que os clientes estão se tornando fiéis, conforme o desejado? É necessário que haja índices concretos a serem avaliados.

3. Saiba quem você deseja comunicar

(Fonte: Shutterstock)

Para atingir as vendas, é preciso ter em mente quais são os públicos prioritários. Por exemplo, uma empresa de seguros não deve ter adolescentes entre os clientes mais prováveis, então uma linguagem mais sóbria pode fazer mais sentido que o uso de memes. A linguagem e o meio devem estar vinculados a essa percepção.

4. Invista em mídias sociais

(Fonte: Shutterstock)

São raros os negócios hoje que podem não incluir as redes sociais em seus planos de marketing, já que essa é uma necessidade para vendas e para se comunicar com o público da empresa. Contratar um profissional especializado pode fazer diferença e trazer ainda mais retorno.

5. Produza conteúdo de qualidade

(Fonte: Shutterstock)

Seu negócio pode ter site, Instagram, Facebook e WhatsApp, mas o conteúdo veiculado tem valor para os públicos com os quais dialoga prioritariamente? Ser relevante no ambiente online passa por produzir conteúdo de qualidade e pensado para as plataformas digitais. Isso inclui considerar o “mobile first” e estratégias de SEO, então contar com o auxílio de profissionais especializados é fundamental.

6. Valorize feedbacks

(Fonte: Shutterstock)

Ao usar uma série de plataformas de comunicação, abre-se a possibilidade de receber feedbacks de vários tipos. É possível receber um elogio definidor na decisão de compra dos próximos clientes, mas também uma reclamação dura, que deponha contra a empresa.

Conheça 10 áreas de especialização para administradores de empresa

Por isso, é fundamental saber acolher feedbacks com seriedade e transparência. Reconhecer os erros e procurar dar suporte ao cliente também pode contar a favor da empresa e reverter uma reclamação.

7. Tática e estratégia

(Fonte: Shutterstock)

É importante ter claro o que é tático e o que é estratégico. Por exemplo, se a empresa decidir criar um blog para ser mais atrativa a pessoas interessadas em temas próximos aos produtos e serviços que ela oferece, o fato de o site não ter “emplacado” não deve mudar a decisão de se aproximar do público.

Conheça iniciativas culturais que movimentam comunidades

O que pode ser necessário é rever a forma: às vezes, um canal no YouTube é mais efetivo ou, em vez disso, uma lista de transmissão no WhatsApp pode ajudar. O que é importante é saber aonde seu negócio deseja chegar e de que modo, para que os instrumentos sejam adaptados à estratégia.

Fonte: Klickpages, Exame, Neil Patel

Conheça mais sobre os cursos de pós-graduação do Mackenzie

O que achou?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0