Quer potencializar sua carreira? Comece uma pós-graduação no Mackenzie

Vídeo currículo é um novo formato de apresentar as características de um pretendente a uma vaga de emprego. Tendência bastante difundida nos Estados Unidos e em fase de consolidação no Brasil, esse tipo de seleção tem sido utilizado especialmente por empresas que buscam recém-graduados para participarem de programas de trainee.

Iluminação natural e um ambiente neutro são recomendáveis para fazer um vídeo currículo(Fonte: Pixabay)
Iluminação natural e ambiente neutro são recomendáveis para um bom video currículo. (Fonte: Pixabay)

O recurso amplia a percepção dos recrutadores ao proporcionar uma amostra prática das habilidades dos candidatos. Ao mesmo tempo, permite aos postulantes apresentarem aptidões impossíveis de demonstrar em um documento escrito. Dessa forma, o vídeo torna o processo de recrutamento mais ágil e eficiente.

Como fazer um vídeo currículo

A elaboração de um vídeo currículo é simples, mas requer muita atenção, principalmente aos detalhes. É importante lembrar que o material será visto, avaliado e comparado com apresentações de outros candidatos, portanto deve ser curto e objetivo, com aproximadamente 1 minuto — no máximo, 2 minutos.

1. Preparação

(Fonte: Giphy)

Para cada vaga almejada, deve ser elaborado um vídeo específico. Depois de uma apresentação geral, é necessário destacar de uma a duas experiências profissionais mais adequadas ao cargo pretendido. Para mostrar mais segurança e naturalidade, um ensaio da fala é importante antes da gravação, podendo ser realizado no espelho ou na própria câmera.

O ambiente da gravação deve ter boa iluminação, de preferência com luz natural. É imprescindível também um local silencioso, para permitir uma boa qualidade do áudio, e livre de intervenções externas, para facilitar a concentração.

O cenário do vídeo currículo deve ser o mais neutro possível, e o foco da imagem precisa estar no candidato, que deve se vestir de forma discreta, como em uma entrevista de emprego.

2. Gravação

(Fonte: Giphy)

É possível fazer um vídeo currículo com ferramentas acessíveis, usando a câmera e os microfones do próprio celular. É importante que o dispositivo esteja apoiado em uma base fixa, como um tripé ou uma mesa, e que a gravação seja realizada na horizontal.

O candidato pode gravar sozinho, mas ter a ajuda de um amigo ou parente pode ser providencial para a melhor qualidade do material. A filmagem deve ser realizada quantas vezes forem necessárias, se possível em ângulos diferentes, para dar mais dinâmica ao conteúdo na edição.

Apesar de o vídeo currículo permitir uma comunicação mais descontraída, é essencial utilizar a norma-padrão da língua, inclusive em idiomas estrangeiros, se o candidato tiver essa habilidade. E a linguagem corporal é tão importante quanto a verbal, portanto é preciso ter atenção com o excesso ou a ausência de gestos, além da postura correta.

3. Edição

(Fonte: Giphy)

Na edição, é possível eliminar ou disfarçar erros de gravação e dar uma dinâmica maior para o vídeo, mas os cortes não devem ser exagerados, apenas necessários para dar ritmo ao material.

Na internet, várias ferramentas podem auxiliar nessa etapa, como o YouTube Studio. Alguns programas, inclusive, são específicos para a elaboração de video currículos, como Videolean, Wideo, Pitchreel, VideoScribe e TU CV Online.

4. Envio

(Fonte: Giphy)

Com o vídeo currículo editado, é hora de divulgar suas habilidades. O material pode ser colocado em plataformas de vídeo, como YouTube e Vimeo. Em seguida, basta submetê-lo à companhia que o solicitou. Boa sorte.

Fonte: Uol, Exame, Universia, Na Prática, Via Carreira, Terra, O Globo

Conheça mais sobre os cursos de pós-graduação do Mackenzie