Se você está terminando ou terminou a graduação há pouco tempo, provavelmente está de olho nos processos seletivos de trainee, que oferecem bons salários e um ótimo suporte para iniciar a carreira. Muitos deles disponibilizam o chamado job rotation, em que o indivíduo passa por vários setores da empresa e conhece a fundo diversas áreas e pode obter excelentes oportunidades de treinamento e desenvolvimento profissional.

Entre as vantagens estão a possibilidade de contato com lideranças e profissionais mais experientes, o envolvimento em projetos importantes e desafiadores e a chance de ter no currículo uma empresa de renome. Como os processos seletivos costumam ser complexos, separamos alguns passos para você ter sucesso nesse tipo de seleção.

1. Desenvolva as competências que esses processos mais valorizam

(Fonte: Giphy)

Os programas de trainee são bastante concorridos; para conseguir uma vaga, apenas o diploma não é suficiente. É fundamental desenvolver as habilidades mais desejadas pelos empregadores.

Independência: capacidade de tomar iniciativa, liderar projetos e ser proativo na priorização de uma carga de trabalho dinâmica e diversificada.

  1. Bom relacionamento: saber lidar de forma cortês e educada com uma gama diversificada de pessoas, entendendo as diferenças e promovendo a aceitação mútua.
  2. Raciocínio lógico: capacidade de tirar conclusões precisas e informativas de pesquisas detalhadas sem perder de vista o quadro geral.
  3. Boa comunicação: comunicação eficaz de ideias por escrito ou oralmente.
  4. Adaptabilidade: capacidade de realizar várias tarefas ao mesmo tempo e responder efetivamente às mudanças no dia a dia e entre veiculações.

2. Comece a se preparar o quanto antes

(Fonte: Giphy)

Comece cedo a pesquisar as empresas dos seus sonhos e entenda como funciona o processo seletivo delas. Leia todas as informações e instruções com antecedência, pois isso permitirá que você saiba o que esperar e possa preparar, por exemplo, uma apresentação pessoal. Busque, ainda na universidade, ter alguma experiência profissional, que pode ser um estágio ou mesmo uma atuação em uma empresa júnior. Isso será um diferencial.

3. Esteja por dentro das principais tendências nos processos seletivos

(Fonte: Giphy)

Embora os programas de trainee tenham processos com características já consolidadas, no último ano surgiram novas tendências. Segundo a consultora e gerente-executiva Manoela Costa em entrevista para o site InfoMoney, as organizações têm buscado candidatos mais seniores, ou seja, mais preparados para tomar decisões, com habilidades específicas para as necessidades da empresa, que saibam participar de processos dinâmicos e estejam preparados para realizar apresentações tecnológicas.

4. Saiba ao menos uma língua estrangeira

(Fonte: Giphy)

Saber falar inglês é fundamental no mundo dos negócios, mas cada área ou empresa valoriza uma língua diferente. Multinacionais francesas, por exemplo, buscam quem domine o idioma francês; organizações com bastante interface com a América Latina valorizam o espanhol. Estude a organização e a área em que você quer entrar e se dedique a aprender o idioma no qual ela costuma focar.

5. Entenda e se prepare para cada uma das etapas

(Fonte: Giphy)

A preparação é a chave para o sucesso em um processo seletivo, então leia todas as informações que encontrar a respeito da empresa. Treine suas habilidades de apresentação pessoal e descubra quais exercícios a organização costuma usar nas seleções. Pesquise dados úteis sobre o processo no site da companhia e busque comentários e dicas de candidatos das vagas anteriores.

6. Não perca os processos

(Fonte: Giphy)

Fique atento aos prazos para não perder a data de inscrição. Crie lembretes, se for preciso. Tente relaxar, envolver-se e aproveitar a experiência. Na pior das hipóteses, você vai aprender muito durante as seleções.

Quer potencializar sua carreira? Comece uma pós-graduação no Mackenzie!