Você está buscando um pouco de inspiração para empreender, mas está precisando relaxar ou está sem ânimo para mergulhar em artigos e livros sobre o tema? Não se preocupe, pois a seguir você encontrará uma seleção de filmes com os quais dar um tempo e aprender uma lição — ou duas! — sobre esse competitivo e complexo universo. Confira.

1. A Rede Social

(Fonte: Giphy)

Dirigido por David Fincher e lançado em 2010, A Rede Social revela como Mark Zuckerberg desenvolveu o Facebook enquanto ainda era estudante de Harvard — e inclui na trama a questão com seu melhor amigo, que acabou deixando a companhia, e a controvérsia sobre o processo aberto contra ele por conta da acusação de dois irmãos que diziam que Mark teria “roubado” deles a ideia para a rede social.

Por que é bacana? Porque nos lembra que até mesmo as gigantes começam pequenas e de forma discreta.

2. Piratas do Vale do Silício

(Fonte: Giphy)

O longa explora a rivalidade entre Steve Jobs e Bill Gates — portanto, a briga entre a Apple e a Microsoft — nas décadas de 1970 e 1990. O interessante é que, como foi lançado em 1999, Piratas do Vale do Silício chegou pouco depois de Jobs retornar à companhia após o episódio de sua demissão, em 1985, e a compra da empresa NeXT pela Apple, em 1996.

Por que é bacana? Porque mostra como duas das maiores e mais bem-sucedidas companhias de tecnologia do mundo nasceram e deixa evidente que nem sempre a disputa é leal.

3. Startup.com

​(Fonte: FFF Movie Posters/Reprodução)

Na verdade, Startup.com é um documentário, e não um filme, mas oferece ensinamentos valiosos sobre como problemas de gestão e disputas internas por poder podem prejudicar — e até afundar — uma empresa. Lançada em 2001, a produção conta o fracasso de uma promissora startup norte-americana chamada GovWorks.

Por que é bacana? Além dos pontos mencionados, o documentário mostra como tensões no ambiente de trabalho podem destruir amizades.

4. Wall Street

​(Fonte: The Red Chronicles/Reprodução)

Lançado em 1987 e dirigido por Oliver Stone, Wall Street mostra um pouco do que rolava nos bastidores do mundo dos negócios milionários dos anos 1980 nos Estados Unidos e como o ambiente corporativo era permeado por ambição, ganância, agressividade e rivalidade sem limites.

Por que é bacana? Porque revela como empreendedores mais jovens podem se deixar seduzir facilmente e ser conduzidos a tomar decisões pouco éticas em nome do sucesso.

5. A Grande Aposta

(Fonte: Giphy)

Dirigido por Adam McKay, A Grande Aposta foi lançado em 2015 e reúne 3 histórias que estão ligeiramente conectadas e relacionadas com as causas da crise econômica de 2007/2008 que atingiu o mercado imobiliário dos EUA e reverberou fortemente em todo o mundo, destacando personagens que encontraram formas de lucrar com ela.

5 passos simples para conciliar a vida pessoal e profissional

Por que é bacana? Porque, além de revelar o que desencadeou a famosa crise, o filme trata da importância de ser visionário e assumir riscos, mesmo quando isso significa ir na contramão do que é praticado no mercado.

6. O Poderoso Chefão

(Fonte: Giphy)

A trilogia O Poderoso Chefão dispensa apresentações, e, apesar de se tratar de um enredo focado principalmente nos mafiosos da família Corleone, permite tirar várias lições de empreendedorismo, como a importância do networking, de entender a concorrência, estabelecer bons relacionamentos e como o tratamento que dispensamos aos outros pode render bons negócios.

Por que é bacana? Porque aborda questões relacionadas, como sucessão e diversificação corporativa, estratégias competitivas, retenção de colaboradores e fusões e aquisições, por exemplo.

7. O Lobo de Wall Street

(Fonte: Giphy)

Baseado em uma história real, O Lobo de Wall Street, de 2013, conta a trajetória de Jordan Belfort e explora a sua ascensão e a sua queda como corretor de ações de uma empresa de Nova York devido a escândalos com corrupção e fraudes de seguros.

5 dicas úteis para estudar e aprender com EaD

Por que é bacana? Porque o filme basicamente mostra como os empreendedores não devem se comportar e o que não devem fazer para conquistar fortuna e sucesso.

8. O Diabo Veste Prada

(Fonte: Giphy)

O Diabo Veste Prada, de 2006, pode ser uma comédia dramática, mas o longa, além de motivar o público a não desistir da busca do emprego dos sonhos, traz lições sobre empreendedorismo, incluindo ensinamentos de como devemos lidar com situações desconfortáveis, ambientes pouco familiares e como crescer em uma corporação.

Por que é bacana? Porque aborda questões relacionadas a desenvolvimento profissional, meritocracia, importância da mídia e até técnicas de marketing e vendas.

9. Sucesso a Qualquer Preço

​(Fonte: Memphis Business Journal/Reprodução)

Baseado em uma peça de grande êxito nos EUA, Sucesso a Qualquer Preço foi lançado em 1992 e acompanha os dramas e a competição travada entre corretores de imóveis durante um período tumultuado na empresa (picareta) para a qual trabalham.

Por que é bacana? Porque mostra as dificuldades dos profissionais da área em prosperar e sobreviver às pressões às quais são submetidos e porque o filme costuma ser usado em treinamentos de equipes de vendas.

10. Obrigado por Fumar

(Fonte: Giphy)

Lançada em 2006, essa comédia segue a trajetória de Nick Naylor, um porta-voz das grandes fabricantes de cigarros dos EUA, e faz uma sátira à indústria do tabaco. Mas Obrigado por Fumar também é uma excelente pedida para aqueles que desejam desenvolver a arte de “vender gelo para esquimós”.Por que é bacana? Porque oferece insights valiosos sobre como é possível vender qualquer coisa quando se sabe usar com maestria as armas da persuasão, além de tratar de questões relacionadas com gestão de crises, comunicação corporativa, importância das relações públicas e impacto de campanhas de publicidade e marketing bem (ou mal) elaboradas.

Leia mais sobre mercado & carreira