Muitas pessoas ainda têm a visão de que um profissional dedicado é aquele que trabalha 12 horas por dia, leva tarefas para casa e até adianta suas atividades no fim de semana ou nas férias. A maior parte de nós já deve ter passado por alguma situação semelhante ou conhece alguém (bem próximo) que pensa e age desse modo.

Verdade seja dita: se isso acontecer uma ou duas vezes, pode demonstrar dedicação ou necessidade, mas e quando isso vira uma rotina e começa a atrapalhar a vida pessoal? Algumas empresas já começaram a perceber que a produtividade não está diretamente relacionada à quantidade de horas trabalhadas, mas sim à qualidade de vida que os profissionais conseguem associar às suas funções (dentro de fora do ambiente de trabalho).

Cada vez mais comuns, as listas das melhores empresas para se trabalhar conseguem mostrar exatamente isto: a busca pela qualidade de vida dentro e fora das organizações é um dos pré-requisitos mais desejados. Segundo matéria divulgada pela Forbes, para que essas instituições fossem definidas como as melhores, critérios como equilíbrio entre vida pessoal e profissional e benefícios generosos foram mencionados. Isso demonstra que as pessoas, principalmente os millennials, começaram a questionar certos valores até então tradicionais.

Se a sua empresa não está nessa lista, separamos cinco dicas para equilibrar a vida pessoal e profissional de forma simples.

1. Cuide da sua saúde

(Fonte: House/Reprodução)

Sim, estar saudável é o primeiro passo para construir relações positivas dentro e fora do trabalho. Isso porque, muito além de estar com os exames em dia, a saúde envolve o bem-estar em três esferas: físico, mental e social. O conceito criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) visa explicar que um fator está intimamente ligado ao outro.

O bem-estar físico é o que comumente confundimos como sinônimo de saúde. Ele está ligado ao conforto do corpo e a seus cuidados, como alimentação saudável e consultas médicas periódicas. A saúde na esfera mental está relacionada com a forma como lidamos com as questões pessoais (sonhos e anseios) e o modo como nos posicionamos frente a eles. Já a saúde social é afetada por tudo o que vivemos dentro e fora do trabalho, já que o ser humano precisa se sentir aceito, ter segurança, pertencer a grupos e criar boas relações.

2. Imponha limites

(Fonte: Storyblocks)

Muitas vezes, por medo de dizer “não”, o profissional acaba estendendo o seu horário de trabalho sem necessidade, mas negar certas situações é saber impor limites para organizar a rotina. E, por falar em rotina, essa é a chave.

Muito mais do que lidar com regras, estabelecer uma rotina significa impor limites aos próprios afazeres. Se você sabe que terá um dia cheio, mas fará prova no período noturno, evite distrações durante o dia, como mexer no celular ou ter conversas infrutíferas, e foque as atividades mais importantes. Garanta que seu trabalho será realizado dentro do período proposto da melhor maneira que puder e siga para o “segundo round”.

3. Anote

(Fonte: Pexels)

A boa e velha agenda pode já estar muito mais moderna; no celular, na nuvem ou mesmo no bloco de anotações, registre diariamente as tarefas que precisa cumprir. No trabalho, ter um planejamento mensal ou anual pode ser ainda mais efetivo. Mas, como tudo muda com muita frequência, marque sempre que surgirem novas demandas em seu trabalho (e na vida pessoal) antes de começar a resolvê-las. E reveja diariamente as suas prioridades, para ser mais eficiente.

4. Aprenda a delegar

(Fonte: Pexels)

Você conquistou a tão sonhada promoção no trabalho e agora está sobrecarregado? Aprenda a delegar. Muitas vezes, profissionais que alcançaram posições de sucesso muito almejadas se veem com receio de perder o controle e esquecem que fazem parte de equipes.

Revise as atividades que hoje estão sob sua responsabilidade e converse constantemente com seu líder e sua equipe para verificar as ações possíveis de serem divididas entre os demais profissionais.

5. Descanse

(Fonte: Pexels)

Descanse; ou volte para o primeiro passo. Permita-se relaxar, ter momentos de ócio e praticar atividades físicas que visam ao relaxamento e auxiliam sua saúde. Além de aproximar a família e os amigos, isso tudo torna o convívio social mais prazeroso. E a rotina também entra nesse ajuste, então estar com a mente e o corpo descansados antes de trabalhar pode ajudar no rendimento das atividades.

E não esqueça: estar feliz e se sentir realizado são a melhor medida. Faça um exame mental antes de iniciar e após finalizar o seu dia de trabalho para rever as suas ações. É importante se policiar para conquistar sucesso e não deixar de desfrutar as alegrias cotidianas que o convívio social pode proporcionar.


Confira mais dicas para potencializar sua carreira!