O Ensino a Distância (EaD) já se tornou uma realidade e tem conquistado cada vez mais alunos. O grande atrativo é a possibilidade de estudar de qualquer lugar, sem horário definido. Dados divulgados em 2018 mostram que a modalidade teve um crescimento de 17,6% no ano anterior, quando quase 2 milhões de pessoas estavam matriculadas em um curso EaD.

Por oferecer inúmeras possibilidades, exige muito cuidado e dedicação dos alunos, já que não tem horários fixos e o cronograma é mais flexível, podendo ser fácil se perder e acabar não conseguindo realizar as atividades propostas. Para auxiliar nesse caminho, separamos cinco dicas de ouro para um estudo a distância eficiente. Acompanhe e comece hoje mesmo a aproveitar ao máximo suas aulas.

1. Mantenha um cronograma

(Fonte: Giphy)

Um problema comum no EaD é o atraso na entrega das atividades, então, para evitar que isso aconteça, programe-se com antecedência. Logo na página inicial do ambiente virtual, normalmente são apresentadas as tarefas disponíveis e as datas relacionadas: anote todas elas no seu cronograma.

Esse calendário deve guiar o seu estudo. Utilize cores diferenciadas, marque as datas e os horários para organizar as suas atividades. Lembre que é essencial não deixar as entregas para o último instante.

Para essa tarefa, a tecnologia pode ajudar com aplicativos para celular e computador. Abaixo, listamos as principais ferramentas para a montagem do cronograma:

  • Google Calendar: simples de utilizar, é uma opção versátil; mesmo com poucos recursos, é eficiente e oferece opções de cores;
  • Trello: conhecido por ser uma ferramenta profissional, pode auxiliar, e muito, na organização do cronograma, pois você pode inserir as tarefas e ir mudando o status delas;
  • Agenda comum: com diferentes formatos e modelos, atende aos mais diferentes perfis, com anotações manuais que ajudam a memorizar as tarefas.

O ideal é que o cronograma seja realizado mensalmente ou por bimestre. A organização por semana só funciona em casos de emergência.

2. Leve o curso a sério

(Fonte: Giphy)

A escolha de um curso EaD é uma decisão séria. Além do investimento financeiro, há o envolvimento pessoal e a dedicação necessária. Por isso, é essencial que o aluno observe com seriedade as tarefas exigidas.

O ambiente virtual, em conjunto com os estudos realizados em casa, pode afetar o seu desenvolvimento. O ideal é que, antes mesmo da matrícula, você esteja consciente das responsabilidades que envolvem o estudo a distância.

O primeiro passo é lembrar que apenas o ambiente de estudo é diferenciado, pois o restante da situação permanece o mesmo: o conteúdo deve ser estudado, as tarefas devem ser realizadas e os plantões de dúvidas precisam ser utilizados.

No EaD, o protagonismo estudantil impera; você é o responsável pelo seu estudo, e isso significa ser engajado. Assumir um compromisso com a sua educação é essencial para o sucesso de longo prazo.

3. Concentre-se nas suas tarefas

(Fonte: Giphy)

O ideal é reservar algumas horas por dia para acessar o ambiente virtual, considerando que muitos alunos fazem isso apenas aos fins de semana ou quando sobra um tempo na rotina. Essa prática é a chave para o fracasso, porque, mesmo tendo a flexibilidade de horários, o EaD demanda dedicação e compromisso.

Quando o aluno deixa de acessar o ambiente virtual, corre o risco de perder prazos, não observar mudanças no conteúdo e outras informações importantes. Além disso, deixar para o fim de semana faz com que as atividades se acumulem, criando um ambiente estressante de aprendizagem.

É importante encontrar um momento calmo do dia para se concentrar nos estudos, evitando conversas, televisão e música. Por utilizar a tecnologia e a internet, o estudo exige atenção reforçada quanto às redes sociais, já que é fácil acessar um site para ler um conteúdo complementar e acabar correndo o feed.

4. Tire suas dúvidas

(Fonte: Giphy)

Essa talvez seja a dica mais importante. Diferentemente de um ambiente de sala de aula presencial, o ambiente virtual pode fazer com que os alunos sintam que não podem questionar e tirar dúvidas. Na verdade, observa-se o contrário. A aprendizagem a distância é uma oportunidade de tirar todas as dúvidas de forma simples.

O aluno pode enviar uma mensagem, participar de uma tutoria presencial e até mesmo acompanhar uma sessão de dúvidas. As opções são ótimas também para quem sofre com a timidez e evita falar em público; no ambiente virtual, a pergunta pode ser enviada por texto, evitando a exposição.

Vale ressaltar que o corpo docente é altamente qualificado no EaD, ou seja, o aluno não corre o risco de ter uma pergunta ignorada ou obter uma resposta que não seja a correta.

5. Escolha a modalidade ideal

(Fonte: Giphy)

Um erro muito comum no momento da escolha do curso é achar que todos são iguais. Na verdade, existem modalidades de EaD, cada uma com características únicas:

  1. a distância: tem sua carga horária completa realizada em ambiente virtual e normalmente apenas as provas e os trabalhos de conclusão de curso são realizados presencialmente;
  2. semipresencial: as aulas são mescladas, e, além do ambiente virtual, os alunos devem frequentar 50% da carga horária de forma presencial.

As duas opções são excelentes e precisam ser avaliadas, por isso, antes de qualquer decisão, pesquise qual é a modalidade mais adequada para você. Muitos interessados acreditam que a semipresencial pode ser uma opção melhor apenas por ter uma parte da carga horária presencial, mas considere que não é a organização do curso que garante o sucesso, mas a sua dedicação.

Escolha a modalidade que se encaixa melhor na sua realidade, pois o EaD foi pensado para ser adaptado a isso. Se você pretende começar a estudar a distância ou se já começou, não se esqueça de se dedicar a essa tarefa. Seguindo essas dicas, a sua experiência será completa!