3 formas de relações simbióticas

Saiba como vai funcionar o vestibular do Mackenzie

Simbiose é uma relação entre duas espécies em que uma ou ambas se beneficiam de alguma forma. Nessa troca, um dos seres pode ser prejudicado ou não.

Conhecer esse tema é fundamental para quem vai prestar vestibular, assim como para quem ama biologia e pretende seguir carreira na área. Por isso, este texto tem uma abordagem simples sobre o tema para que possa ser assimilado de forma definitiva. Vamos lá?

Classificações, tipos e exemplos

Primeiro, é preciso entender que a simbiose pode ser obrigatória ou facultativa. Quando um ou ambos os seres dependem totalmente do outro para a sobrevivência, é obrigatória; já quando eles conseguem viver de maneira independente é facultativa.

Confira mais dicas para se dar bem no vestibular

O segundo passo é entender que esses seres podem ter ou não ligação física. Quando ela ocorre, é chamada de conjuntiva; quando não existe, é disjuntiva.

Tipos e exemplos

As interações simbióticas entre os seres vivos podem ser classificadas em três tipos.

1. Mutualismo

Recifes de corais são formados por mutualismo. (Fonte: Shutterstock)

Esse tipo de relação se caracteriza pela interação de seres de diferentes espécies, na qual todos se beneficiam da ligação, que pode ser:

Exemplos de mutualismo

2. Comensalismo

Hienas aguardam leões terminarem de comer a caça para aproveitarem os restos. (Fonte: Shutterstock)

Nesse tipo de relação simbiótica, seres de espécies diferentes se relacionam por um longo prazo. A interação acontece normalmente entre um hospedeiro maior, também chamado de anfitrião, e um comensal menor, em que o primeiro não sofre alterações, enquanto o segundo pode passar por uma grande adaptação morfológica, beneficiando-se da associação pela obtenção de nutrientes ou locomoção.

É importante entender que o hospedeiro não se beneficia da associação, mas também não é prejudicado por ela.

Exemplos de comensalismo

3. Parasitismo

Carrapatos em cães são exemplo de parasitismo. (Fonte: Shutterstock)

O parasitismo se caracteriza por uma interação entre dois seres vivos em que um se beneficia (parasita) e o outro (o hospedeiro) é prejudicado.

Citologia: conheça os principais tópicos cobrados no vestibular

Há dois tipos de parasitas: ectoparasitas, que se instalam fora do corpo do hospedeiro, e endoparasitas, que vivem no interior do anfitrião.

Exemplos de parasitismo

Viu como ter um resumo bem estruturado de conteúdos de Biologia facilita para assimilá-lo?

Aqui você aprendeu pontos super importantes sobre as relações simbióticas e, quando precisar, saberá conceitos e exemplos dos tipos de simbiose.

Fonte: AbcMed e UFRGS.

Este conteúdo foi útil para você?

160cookie-check3 formas de relações simbióticas