A genética é a parte da biologia que estuda a herança biológica. Por meio dela, é possível compreender aspectos como a hereditariedade e as leis de transmissão de características físicas de uma geração para outra. Mas como os estudos sobre genética começaram? Como se deu sua evolução e quais são os próximos desafios desse segmento da ciência? Confira essas e outras questões que vão ajudá-lo a se destacar no vestibular.

Como os estudos de genética começaram?

(Fonte: Giphy)


O termo genética foi utilizado inicialmente pelo inglês Imre Festetics quando descrevia várias regras sobre herança genética, porém os primeiros estudos de grande relevância sobre o tema foram feitos por Gregor Mendel em 1860. Considerado o pai da genética, Mendel foi um monge austríaco que buscou entender como as características físicas eram transmitidas de pais para filhos; com isso em mente, fez um experimento cruzando diferentes linhagens de ervilha e notou a existência de fatores diferentes transmitidos dos genitores para a prole.

As ervilhas foram escolhidas como objeto de pesquisa porque têm um ciclo de reprodução rápido e possibilitariam a comparação de sete características: cor da flor, posição da flor no caule, cor da semente, aspecto externo da semente, forma da vagem, cor da vagem e altura da planta.

Mendel produziu e separou diversas linhagens de ervilhas puras e cruzou a parte masculina de uma semente amarela com a parte feminina de uma planta verde, criando várias gerações. A partir desses descendentes, o estudioso concluiu que os filhos herdam as características de seus pais por meio de genes e que algumas delas dominam outras, como a cor da semente de ervilhas amarelas, que acaba se sobressaindo sobre as verdes. O resultado desse estudo foi a criação das leis de hereditariedade, apresentadas à Sociedade de História Natural de Brunn em 1865.

A descoberta dos genes possibilitou ao longo da história grandes avanços nos estudos de genética, como a possibilidades de criar clones, alimentos transgênicos e testes de paternidade a partir da técnica do DNA recombinante. Mas ainda há muito a ser estudado.

Os principais termos da genética para o vestibular
Agora que você já sabe como a genética é importante para o desenvolvimento dos seres humanos, é hora de conhecer alguns dos conceitos mais populares da área.

(Fonte: Giphy)


Genes

(Fonte: Giphy)


Os genes são pequenas partes sequenciais do DNA que têm a função de codificar as informações que irão determinar a produção das proteínas responsáveis pelo desenvolvimento das características de cada ser vivo.

Genes alelos

(Fonte: Giphy)

Os genes alelos são responsáveis pelo desenvolvimento das características específicas de cada indivíduo, como a cor dos olhos ou dos cabelos. Essas particularidades são herdadas do pai e da mãe, por isso sempre são pares. Os alelos podem ser homozigotos (iguais) ou heterozigotos (diferentes). Quando ocorre o segundo caso, um se sobressai e determina a característica.

Genes dominantes e recessivos

(Fonte: Giphy)


Quando os genes alelos são heterozigotos, o que se sobressai é chamado de gene dominante, enquanto o que não se expressa é chamado de recessivo. Os genes dominantes são representados, nos estudos de biologia, por letras maiúsculas (AA, BB, VV) e os genes recessivos, por letras minúsculas (aa, bb, vv).

Fenótipo e genótipo

(Fonte: Giphy)


Os genes têm um conjunto de informações chamado genótipo, responsável pela constituição genética de um indivíduo. Irmãos gêmeos têm o mesmo genótipo porque têm os mesmos genes. O fenótipo é o conjunto das características que vemos nos seres vivos, como cor do cabelo, tipo sanguíneo e qualquer outra característica de um indivíduo.

Cromossomos

(Fonte: Giphy)


Os cromossomos são sequências espirais da molécula de DNA e apresentam genes e nucleotídeos. Cada espécie tem um número diferente de cromossomo e é representado por n. Os seres humanos, por exemplo, têm 46 cromossomos nas células diploides e 23 nos gametas.

Leia também

Como estudar de forma eficiente para o vestibular?

8 invenções de mulheres que revolucionaram a História