Saiba como vai funcionar o vestibular do Mackenzie

Fórmulas, datas históricas, elementos químicos, botânica… O vestibulando precisa dominar tanto conteúdo para as provas que parece que vai se tornar o próprio Google no fim do ano. Parece uma missão impossível saber tanto em tão pouco tempo, mas existem técnicas de memorização que potencializam o processo.

(Fonte: Giphy)

Nosso cérebro tem uma capacidade incrível de armazenamento de informações e, assim como um atleta, ele pode ser treinado para melhorar o desempenho na hora de memorizar o conteúdo cobrado no vestibular. Separamos 7 técnicas para você incluir na sua rotina de estudos e se dar bem nos exames. Lembrando que você deve sempre cuidar da alimentação e dormir pelo menos 8 horas à noite para estar descansado e ter energias para encarar o dia a dia de vestibulando.

1. Use a "prática de recuperação"

Sabe os exercícios que aparecem nas apostilas e os simulados? Nunca deixe de fazê-los! Eles fazem parte da "prática de recuperação", em que o estudante deve responder questões sobre o conteúdo que acabou de aprender. Isso o obriga a recuperar as respostas sobre o assunto, o que facilita a fixação das informações.

2. Distribua o estudo ao longo de um intervalo de tempo

Não deixe para revisar um conteúdo na última hora nem passe uma noite em claro relendo as apostilas. O ideal é espaçar os períodos de estudo de um mesmo conteúdo para o aprendizado ser mais duradouro.

3. Busque exemplos para compreender conceitos abstratos

(Fonte: Giphy)

Sabe aquele conceito de Física que ficou difícil de entender? Tente relacioná-lo a um exemplo real. Isso facilita a compreensão e a memorização do assunto.

4. Utilize os diferentes tipos de memória e seja multimídia

Você já ouviu falar que nosso cérebro trabalha com três tipos de memória? São a visual, a auditiva e a sinestésica. O ideal é trabalhar com as três para fixar um conteúdo. E para isso, o YouTube e o Google são os seus melhores amigos. Inclua mais formatos na hora de estudar: assista a vídeos, ouça podcasts e fale em voz alta o que você estiver aprendendo. Com isso, o seu cérebro ganha mais caminhos para guardar uma informação.

5. Explique para outra pessoa o que você estiver estudando

(Fonte: Giphy)

Depois de ler e fazer exercícios, tente explicar para outra pessoa o que você acabou de estudar. Pode ser um amigo, seu pai ou sua mãe. Se você não conseguir deixar claro o conteúdo para eles, isso quer dizer que ainda é preciso se dedicar um pouquinho mais àquele assunto. Além de colocar o seu conhecimento à prova, é uma ótima técnica de memorização.

6. Entre no "palácio da memória"

Também chamado de "técnica Loci", o método trabalha com a associação entre um nome ou um fato com um objeto em um determinado lugar. Pense em um espaço que você conhece bem, como o seu quarto ou a casa da sua avó. Mentalize os móveis de cada canto e associe a eles uma informação que você quer memorizar. Isso vale para estudar História, Biologia, fórmulas de Física, a tabela periódica etc. O "palácio da memória" é muito versátil.

7. Aposte na rotina

De nada adianta incluir no seu dia a dia de estudos todas essas técnicas se você não tiver uma rotina. Assim como um atleta, sua memória precisa focar em hábitos para se aprimorar. O primeiro é sempre fazer anotações das aulas, pois a escrita é um estímulo para o cérebro. Também estabeleça um cronograma de estudos para cada disciplina e, assim que terminar de ler um conteúdo, faça um resumo para fixar as informações.

O mais importante é escapar das distrações. Deixe o WhatsApp e o Instagram de lado quando for estudar. Se possível, crie o seu QG de vestibulando em um lugar silencioso da sua casa e organize-se para sempre fazer suas revisões lá.

Leia mais sobre como organizar seu ambiente de estudos aqui

Pronto para colocar tudo em prática? Esperamos que essas técnicas de memorização ajudem você a absorver todo o conteúdo e arrasar no vestibular dos seus sonhos!