Vistos por muito tempo como apenas diversão, os videogames hoje são uma das indústrias mais valiosas do mundo. Só no Brasil, esse mercado movimenta cerca de US$ 1,8 bilhão de dólares anualmente, segundo estimativas, o que torna a área de jogos digitais muito interessante não apenas para quem joga mas também para quem está em busca de oportunidades.

Com o crescimento do segmento, os cursos voltados para a área de games estão cada vez mais populares. Para quem optou por seguir essa carreira, existem diferentes oportunidades no setor, e nós apresentaremos aqui algumas das opções para quem está se formando em Jogos Digitais e sonha trabalhar com games.

Game designer

Logo após sair do curso, é possível que o graduado em Jogos Digitais acabe se tornando um game designer para trabalhar na criação e no desenvolvimento de games. Assim como no cinema, grandes projetos no mundo dos jogos envolvem a participação de milhares de desenvolvedores que acabam recebendo funções mais específicas.

O trabalho pode variar desde atuar na elaboração do gameplay, como modelagem, ambientação, criação de personagens. Por outro lado, empresas de pequeno e médio portes costumam ter cargos com mais responsabilidades, mas que também podem garantir melhores ganhos no longo prazo.

A Rockstar não divulga números, mas mais de 1 mil pessoas trabalharam no desenvolvimento de Red Dead Redemption 2.

Com isso em mente, a posição pode variar dentro do estúdio em que o profissional trabalhar, bem como o pagamento. Quando o assunto é grana, o site Produção de Jogos aponta que o salário pode variar de R$ 1,2 mil a R$ 4 mil, dependendo do orçamento do projeto.Para quem está chegando agora ao mercado, uma dica é ficar de olho no perfil Vaggas BR no Twitter, especializado em divulgar opções de emprego na área. A rede social também é conhecida por ser o habitat de "olheiros" da indústria de games; logo, é bom divulgar seus trabalhos no microblog, pois uma oportunidade pode acabar aparecendo.

Desenvolvedor independente

Para quem tem mais ousadia, é possível voar solo ou com uma equipe pequena trabalhando como desenvolvedor independente. Além de poder atender a grandes empresas como freelancer, você pode montar seu próprio estúdio e ter 100% de liberdade criativa para criar seus jogos.

Como ferramentas de desenvolvimento avançadas (como Unreal Engine 4) podem ser utilizadas de forma gratuita até que o profissional comece a lucrar, não é tão difícil atuar com baixos investimentos e tentar a sorte como "indie".

Minecraft nasceu como um projeto indie e fez tanto sucesso que foi comprado pela Microsoft por US$ 2,5 bilhões

O Brasil conta com programas de apoio, como editais do governo, que oferecem dinheiro do fundo cultural para que criadores com pouca grana consigam tirar seus projetos do papel com mais agilidade e recursos. Outra ferramenta utilizada com frequência por equipes independentes é o financiamento coletivo, em que o estúdio divulga seu projeto publicamente e pede ajuda na internet.

Para quem não consegue ou não quer um emprego em uma grande empresa, o caminho independente é uma boa forma de se lançar no mercado. Além dos jogos criados servirem como portfólio, o profissional pode ganhar visibilidade comparecendo a eventos e apresentando seus projetos, o que pode acabar garantindo um contrato com publishers e companhias especializadas em lançar videogames.

É importante ressaltar, porém, que podem aparecer várias pedras durante esse caminho. Como a carreira independente muitas vezes envolve recursos limitados, o profissional viverá momentos em que acumulará funções, por exemplo; ainda assim, o sucesso também é mais recompensador.

Roteirista

Além de precisar de desenvolvedores para cuidar de ambientação e gameplay, um jogo precisa de profissionais competentes para uma parte central: a história. Nesse ponto entra a profissão de roteirista. Nas cinco edições do The Game Awards, a principal premiação do mundo dos games, quatro dos cinco títulos vencedores como Jogo do Ano tinham foco na história, mostrando a importância da narrativa nos jogos eletrônicos.

O profissional de roteiro trabalha na concepção de toda a parte escrita do game, pensando no enredo e cuidando de fatores como diálogos, cinemáticas, produção de curtas-metragens e trailers de divulgação.Mesmo com a ascensão das opções online, a presença do roteirista ainda é vital, pois grandes produções contam com uma "lore", que é a história criada para dar sentido ao mundo em que o título se passa. O famoso League of Legends, que não tem modo single-player, conta com mais de 140 personagens jogáveis, cada um com sua história de fundo e relação com outros campeões.

O trabalho dos roteiristas da lore é dar sentido a imagens como essa

No caso dos títulos mobile, em que o foco principal é oferecer uma experiência interativa e que engaje o jogador, o papel do roteirista também pode ser atuar na concepção da ideia geral e organização do game.

Assim como na posição de game designer, a remuneração varia de acordo com o tamanho do projeto e pode ir de R$ 1 mil para iniciantes até R$ 8 mil para os mais experientes — uma ótima grana para quem curte contar histórias interativas.

Game Tester

Para quem sempre sonhou em chegar na roda de amigos e dizer que trabalha jogando videogame, a carreira certa para isso é de game tester, que precisa encarar toda a produção do começo ao fim diversas vezes para encontrar bugs e reportar falhas aos desenvolvedores.

O trabalho do game tester é garantir que esse tipo de coisa não aconteça

Como o trabalho é amplo, a formação em Jogos Digitais não é um pré-requisito; ainda assim, ter conhecimento sobre a criação de jogos pode ajudar o profissional a se destacar. As vagas de game tester normalmente são oferecidas como freelancer, às vezes pagando por cada erro encontrado, ou em contratos mensais, que podem ter salários na casa dos R$ 1,3 mil.

Como o mercado de games está cada vez mais competitivo e ter um lançamento perfeito pode ajudar o jogo a se destacar, muitos estúdios de grande porte estão investindo em equipes de Controle de Qualidade (Quality Assurance), que têm como principal objetivo garantir que o game chegue ao público sem falhas. Se o profissional encontrar uma vaga do tipo, as chances de crescimento e boa remuneração são maiores.

Marketing de games (ou advergames)

Para quem busca oportunidades além do mercado de entretenimento, uma indústria lucrativa e crescente no Brasil é a de advergames, feitos em parceria com grandes marcas para a divulgação de produtos.

Para ganhar mais destaque no mercado, o profissional que atua no desenvolvimento de jogos do tipo precisa ter noções de marketing e publicidade. Para as marcas, investir em uma opção como essa pode ser uma boa alternativa pela perenidade do conteúdo, que pode chamar atenção do público por anos, além de garantir uma experiência mais interativa com o produto anunciado.

Já para os desenvolvedores, um trabalho de qualidade pode acabar sendo mais do que uma propaganda e garantir mais visibilidade e ganhos para o estúdio. A Aquiris Game Studio, uma das principais desenvolvedoras de games do País, tem faturamento de US$ 5 milhões ao ano e chegou a esse patamar graças ao seu portfólio de advergames, que garantiu parcerias com marcas como Globo, Coca-Cola e Cartoon Network.

Ludificação ou Gamefication - desenvolvimento de jogos informativos

Outro mercado fora do "grande ciclo", mas que garante emprego para quem estuda Jogos Digitais, é o de games educativos. Também chamados de "jogos sérios", os projetos envolvem títulos criados para passar mensagens educativas ou servirem como auxílio em salas de aula. Graças aos crescimento do setor mobile, esse segmento da indústria movimenta cerca de US$ 2,3 bilhões anualmente, segundo estimativas.

Os desenvolvedores especializados em jogos educativos podem conseguir contratos com empresas que trabalham com ludificação e realizar projetos por meio de editais públicos. Além de garantir ganhos, o profissional trabalha para garantir um futuro em que games são cada vez mais consolidados como ferramentas de ensino.

E aí, curtiu as possibilidades de trabalhar com videogame? Se você está em busca de uma porta de entrada para essa carreira, conheça o curso do Mackenzie de Tecnologia em Jogos Digitais, que oferece conhecimento e as ferramentas necessárias para você entrar com tudo nesse divertido e lucrativo mercado.