Vírus, bactérias e protozoários: quais são as diferenças?

Saiba o que estudar para o vestibular do Mackenzie!

Os organismos microscópios estão classificados em dois reinos: o Reino Protista — que engloba os seres eucariontes (que tem núcleos bem-definidos), como é o caso dos protozoários — e o Reino Monera, que reúne os procariontes (sem núcleos definidos), como as bactérias.

Dos organismos invisíveis a olho nu ainda existem os vírus, que não se encaixam em nenhum desses reinos e geram discussões sobre serem seres vivos ou não. Vamos conhecer mais esses organismos e as diferenças entre eles.

Protozoários

Os protozoários são organismos unicelulares e eucariontes, ou seja, têm o núcleo celular bem definido. São seres heterótrofos, isso significa que não produzem seu próprio alimento e, por isso, precisam de moléculas orgânicas de outros seres para se alimentarem.

O termo “protozoários” era um filo do Reino Animal em uma classificação que foi suplantada. Atualmente, esse grupo faz parte do Reino Protista junto a diferentes organismos unicelulares ou pluricelulares, eucariontes e autótrofos ou heterótrofos.

Os protozoários podem ser de vida livre ou parasitas, ocorrendo em várias formas diferentes, mas sempre habitando lugares úmidos. Sua única célula exerce todas as funções que há nos organismos multicelulares, como respiração, excreção e reprodução. O processo de osmose controla a constante entrada de água por meio dos chamados vacúolos contráteis.

A alimentação dos protozoários ocorre por fagocitose, e os restos são eliminados por clasmocitose. A reprodução pode ser assexuada binária (quando uma célula-mãe se divide em duas) ou múltipla (quando uma célula faz muitas mitoses e cria vários núcleos pequenos) e pode haver a reprodução sexuada quando dois indivíduos se unem e trocam material genético.

Alguns protozoários parasitas podem causar doenças em seres humanos. Entre as mais comuns estão a amebíase, doença de Chagas, malária e giardíase.

Bactérias

Bactérias do gênero Streptococcus. (Fonte: CDC/Unsplash/Reprodução)
Bactérias do gênero Streptococcus. (Fonte: CDC/Unsplash/Reprodução)

Bactérias são seres vivos unicelulares e podem ser parasitas que causam doenças ou mantêm uma relação harmoniosa, e até fundamental, para outros seres vivos. Podem viver nos mais diferentes ambientes, como água, ar e em outros seres vivos. Há estudos de bactérias que sobreviveram à radiação espacial e ao vácuo.

As bactérias são formadas de uma parede bacteriana, uma membrana externa rígida, que contém seu material genético sem núcleo em seu interior (procariontes). Apresentam estruturas celulares que produzem proteínas e fornecem energia ao seu metabolismo. Isso faz com que elas possam se multiplicar. A célula tem flagelos que atuam na sua locomoção.

As bactérias podem ser de diversos tipos. Nos seres humanos, existem bactérias que auxiliam na digestão, mas também as que causam doenças, como cólera, coqueluche, gonorreia, hanseníase, infecção urinária, leptospirose, meningite bacteriana, pneumonia, sífilis, tétano e tuberculose.

Vírus

Os vírus não são e não têm células nem metabolismo próprio. Por isso, historicamente não são classificados como seres vivos. Há debates recentes propondo que eles sejam vivos uma vez que podem se multiplicar, apresentar variabilidade genética e conter proteínas, lipídios e carboidratos.

Os vírus são formados por proteínas e ácido nucleico. Esses seres precisam estar em células hospedeiras para se reproduzirem, por isso são chamados de parasitas intracelulares obrigatórios. Como não têm enzimas nem estruturas que possam produzir enzimas, não podem se reproduzir e, portanto, quando não estão em uma célula, são apenas uma estrutura que contém genes.

A proteína que forma o vírus compõe uma camada de proteção envolta do material genético chamada de capsídeo, formada de vários capsômeros que são usados para classificar os diferentes vírus. O material genético pode ser de DNA ou RNA (ou os dois em conjunto no caso dos citomegalovírus).

Alguns vírus têm, além do ácido nucleico (DNA ou RNA) e do capsídeo, um envelope membranoso derivado da célula parasitada; esses são chamados de envelopados. A reprodução dos vírus pode acontecer de diferentes maneiras, seja depositando o material genético parcial ou integralmente no núcleo das células parasitadas, seja interagindo com esta de diferentes maneiras.

Várias doenças podem acontecer quando um vírus parasita uma célula humana. As mais comuns são raiva, dengue, hepatite, gripe, varicela, varíola, rubéola, AIDS, herpes e ebola. Essas doenças são chamadas popularmente de viroses. E, claro, não poderíamos nos esquecer do coronavírus, causador da maior crise sanitária das últimas décadas.

Fonte: ProEnem, Pra Valer, Toda Matéria, Biologia Net, Brasil Escola, eCycle.

As diferenças entre vírus, bactérias e protozoários

Teste seus conhecimentos sobre esse conteúdo!

1. As doenças causadas por vírus podem ser tratadas com antibióticos?
a) Sim, os antibióticos têm eficácia contra todas as doenças viróticas, inclusive a covid-19.
b) Depende, alguns vírus conseguiram criar uma super-resistência aos antibióticos.
c) Não, os antibióticos não são capazes de matar vírus.
d) Nem sempre, pois esse tipo de remédio funciona melhor na prevenção.
e) Não, pois não existe remédio adequado para tratar doenças causadas por vírus.

Correto!

Errado!

2. Como as bactérias se reproduzem?
a) A reprodução bacteriana envolve a conjugação do DNA de dois ou mais organismos.
b) Um vírus é responsável pela combinação do material genético de duas bactérias para dar origem a um terceiro micro-organismo.
c) A reprodução das bactérias envolve dois seres, que não precisam ser necessariamente de sexos diferentes.
d) As bactérias se reproduzem de forma assexuada, a partir da duplicação do cromossomo de um único indivíduo.
e) A reprodução bacteriana apenas acontece quando o micróbio está infectando um organismo, pois o processo precisa de DNA do hospedeiro.

Correto!

Errado!

3. Quais são as principais características dos protozoários?
a) Suas células são procariontes, ou seja, de baixa complexidade, mas são capazes de produzir o próprio alimento.
b) Geralmente vivem no ar, mas também podem sobreviver dentro do aparelho respiratório de pássaros e mamíferos.
c) Diferente dos vírus, que são exclusivamente parasitas, os protozoários não necessitam de hospedeiros ou nutrientes do ambiente para sobreviver.
d) Há duas classes diferentes de protozoários: os unicelulares e os pluricelulares.
e) Os protozoários são seres unicelulares e eucariontes (célula que tem um núcleo) e não são capazes de produzir o próprio alimento.

Correto!

Errado!

4. Quais doenças são causadas, respectivamente, por vírus, bactérias e protozoários?
a) Febre tifoide, caxumba e poliomielite.
b) Aids, tétano e pneumonia.
c) Herpes, meningite e doença de Chagas.
d) Pneumonia, gonorreia e sífilis.
e) Botulismo, febre amarela e varíola.

Correto!

Errado!

5. Qual afirmação é incorreta?
a) As bactérias são organismos unicelulares e podem ser autótrofos (produzir o próprio alimento) ou heterótrofos (dependem do exterior para o fornecimento de nutrientes).
b) Os protozoários são seres pluricelulares e podem ser anaeróbicos ou aeróbicos.
c) Os vírus não têm uma célula completa e dependem de outro organismo para desenvolver-se.
d) O núcleo das células de bactérias tem mitocôndrias capazes de duplicar seu DNA.
e) Os protozoários são seres parasitários, e a maioria vive na água.

Correto!

Errado!

Compartilhe esse quiz para mostrar seus resultados !

Subscribe to see your results

As diferenças entre vírus, bactérias e protozoários

Eu acertei %%score%% de %%total%%

%%description%%

%%description%%

Loading…

Este conteúdo foi útil para você?

51790cookie-checkVírus, bactérias e protozoários: quais são as diferenças?

Cadastre-se na newsletter

E receba conteúdos exclusivos