O que mais cai em Química no Enem?

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma prova extensa composta de 4 matrizes de referência mais 1 redação, divididas em 2 dias (21 e 28 de novembro, na edição de 2021). A prova de Química faz parte da matriz de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias, que também engloba Física e Biologia.

Saiba o que estudar para o vestibular do Mackenzie!

A prova de Química é considerada uma das mais complexas e é sempre bastante contextualizada. Os textos dos enunciados são fundamentais para a compreensão e a realização dos exercícios, e assuntos de diferentes tópicos podem aparecer misturados — às vezes até em questões interdisciplinares que misturam Física e Química, por exemplo. Por isso, uma leitura atenta é a primeira exigência para se ter bons resultados.

O Enem tem, em geral, entre 15 e 17 questões específicas da matéria. Essas variações ocorrem a cada ano. No site do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão do governo responsável pela prova, é possível conferir toda a matéria que pode ser cobrada. 

Basicamente, são todos os assuntos abordados no Ensino Médio, mas felizmente existem alguns tópicos que são privilegiados e acabam aparecendo com frequência.

A prova de Química trata de reações intramoleculares, estequiometria, eletroquímica, polaridade etc. (Fonte: mentalmind/Shutterstock/Reprodução)

Então, serão elencados aqui os tópicos mais cobrados na prova de Química. Lembre-se de que essa seleção é baseada em estudos estatísticos das provas anteriores e que, portanto, outras matérias também podem aparecer.

O que mais cai na prova de Química do Enem?

Um estudo realizado com a prova do Enem nos últimos 10 anos apontou que os tópicos que mais aparecem na prova de Química são: química geral e orgânica, meio ambiente, água e átomos. Outro estudo publicado no site Brasil Escola analisou as provas entre 2014 e 2018 e listou os assuntos mais cobrados, que estão descritos a seguir.

1. Ligações químicas, polaridade e forças (13,4%)

Assuntos fundamentais para entender a solubilidade e a interação das moléculas, bem como o estado físico das substâncias. Mais do que saber as regras básicas, como a ligação da água com o hidrogênio, é preciso entender o mecanismo de funcionamento das interações intra e intermoleculares, assim como suas implicações.

2. Reações orgânicas (11%)

As reações orgânicas ocorrem quando as moléculas se quebram e dão origem a novas ligações. Como são ferramentas muito utilizadas na indústria — para a fabricação de medicamentos, combustíveis, cosméticos, plásticos, além de outros materiais — e a prova de Química costuma ser bastante contextualizada, esse assunto aparece com bastante frequência no Enem. Dê atenção ao processo de obtenção do etanol, assunto que vem aparecendo nos últimos anos.

Química orgânica é um dos assuntos mais cobrados no Enem. (Fonte: Marchu Studio/Shutterstock/Reprodução)
Química orgânica é um dos assuntos mais cobrados no Enem. (Fonte: Marchu Studio/Shutterstock/Reprodução)

3. Compostos orgânicos (9,8%)

A química orgânica se dedica ao estudo dos compostos de carbono, conhecidos também como compostos orgânicos, e suas características físicas, reações com outros elementos químicos, síntese e composição. Por ser um assunto fundamental para entender a vida e a geração de energia, aparece constantemente no Enem.

4. Eletroquímica (8,5%)

A parte da Química que estuda a produção de correntes elétricas através de reações químicas, a eletroquímica, costumeiramente aparece em questões sobre pilhas, baterias, eletrólise ou oxirredução.

5. Leis ponderais e estequiometria (8,5%)

A estequiometria estuda como calcular, dentro de uma reação química, as quantidades de reagentes e produtos. O cálculo estequiométrico é um assunto muito cobrado porque as questões exigem interpretação de texto, construção de reações, compreensão das fórmulas químicas e cálculos de proporção.

Fonte: UOL Educação, Aprova Total, Toda Matéria, G1, vai cair no Enem.

Este conteúdo foi útil para você?

56620cookie-checkO que mais cai em Química no Enem?