Teste vocacional: saiba qual é a importância e como funciona

Saiba como ingressar no Mackenzie!

Antes de entrar na faculdade, ou até mesmo em um momento de reavaliação de carreira, escolher o caminho a seguir pode ser difícil para muitas pessoas. Entre tantas opções, algumas muito parecidas, qual será o caminho correto? 

Nesse processo de escolha, ferramentas podem ser úteis para ajudar a tomar decisões mais acertadas em relação à escolha da profissão. Um exemplo disso é o teste vocacional. Essa ferramenta já teve impactos bem-sucedidos no desenvolvimento da carreira de muitas pessoas e é usada principalmente por escolas, universidades, orientadores, departamentos de Recursos Humanos, além de conselheiros de reabilitação vocacional.

O que é um teste vocacional?

Os testes vocacionais podem ser realizados tanto por estudantes que pretendem entrar na graduação quanto por profissionais em busca de uma nova carreira. (Fonte: Shutterstock/Indypendenz/Reprodução)

Um teste vocacional é uma ferramenta científica que ajuda uma pessoa a identificar o seu interesse em uma ou mais profissões, tendo como base pontos fortes e fracos, aptidão, percepção, paixão, interesses e ambições. É um teste de medição do potencial de um indivíduo para desempenhar um papel crítico em uma determinada posição de trabalho.

A ferramenta avalia você em certos parâmetros como interesses, valores, traços de personalidade e habilidades para subsidiar as decisões a partir de uma lista de opções de carreira que se adaptam aos seus interesses.

Qual é a importância dos testes vocacionais?

Além de dar nitidez sobre o caminho a seguir, os testes vocacionais também ajudam a garantir que as habilidades que você tem serão utilizadas de forma adequada na função em que trabalhará. Eles também ajudam a traçar uma estratégia melhor para sua profissão e a sugerir as ferramentas para construir uma carreira forte.

Depois de identificar a atividade com a qual você mais se adapta, todo o seu tempo e dinheiro pode ser investido para obter sucesso nessa carreira. Sem um teste vocacional, você provavelmente gastaria muito esforço explorando diversas opções e perderia o que investiu em coisas que podem não dar certo.

O teste vocacional proporciona, ainda, o autoconhecimento e eleva a confiança em suas habilidades. Conhecer a si mesmo é crucial porque suas emoções desempenham um papel de extrema importância enquanto você segue sua carreira. Isso o ajudará a encontrar um equilíbrio entre sua vida pessoal e a profissional.

Como funciona o teste vocacional?

(Fonte: Pixabay/Sozavisimost/Reprodução)
Os testes vocacionais precisam ser complementados com outras avaliações para ajudar a planejar a carreira. (Fonte: Pixabay/Sozavisimost/Reprodução)

Os testes vocacionais geralmente são estruturados em questões de múltipla escolha para indicar as possíveis carreiras que se alinham ao seu conjunto de habilidades, gostos e desgostos. Às vezes, também pode exigir respostas a perguntas subjetivas. 

As respostas que você dá no teste são avaliadas nesses parâmetros e, em seguida, são combinadas com os requisitos das carreiras possíveis. Resumindo, um teste vocacional ajuda você a se avaliar para que possa encontrar as melhores carreiras.

É o primeiro passo para um planejamento eficaz, pois o teste de avaliação de carreira desempenha um papel importante nesse processo. Os resultados desses testes ajudam o conselheiro a dar a orientação certa.

Todos os testes são confiáveis?

Os testes vocacionais devem ser elaborados por psicólogos para realmente ajudar as pessoas a se entenderem melhor. A avaliação precisa do acompanhamento de um profissional capacitado para que a pessoa saiba como o teste deve ser feito e o que os resultados significam.

Esse tipo de teste deve ser realizado sempre em conjunto com outras avaliações. Por exemplo, os vocacionais devem ser acompanhados de entrevistas psicológicas, avaliações e orientação profissional. Todos esses passos são importantes para alcançar um resultado altamente satisfatório e relevante.

Por isso, é preciso ter cuidado com aqueles oferecidos pela internet. Muitas vezes, eles podem ser úteis caso a pessoa já tenha alguma noção de seus gostos e características pessoais. Contudo, não devem ser usados como única fonte de orientação.

Fonte: Canal do Ensino, Educa Mais Brasil, Exame, Superinteressante.

Este conteúdo foi útil para você?

47180cookie-checkTeste vocacional: saiba qual é a importância e como funciona

Cadastre-se na newsletter

E receba conteúdos exclusivos