Quer potencializar sua carreira? Comece uma pós-graduação no Mackenzie

Quem já está há algum tempo no mercado de trabalho provavelmente já trabalhou com líderes muito diferentes; há aqueles mais controladores, os mais liberais, os que se mantêm distantes e deixam a equipe trabalhar, entre várias outras possibilidades.

Existem muitos estilos de gestão, e é importante entender como funcionam para saber como lidar com eles da melhor forma. Além disso, é interessante conhecê-los para escolher como agir quando tomar a liderança de algum projeto ou tiver sua própria equipe para gerenciar.

Quais são os tipos de liderança?

É interessante conhecer os perfis de liderança, não é mesmo? (Fonte: Tenor)
(Fonte: Tenor)

Após uma pesquisa com diversos especialistas em recursos humanos, o portal Administradores listou os dez perfis de liderança mais comuns nas empresas. Confira quais são eles.

1. Coercitivo: gosta das coisas do seu jeito e comanda as pessoas pelo medo, costuma entregar resultados e é bom para lidar com colaboradores problemáticos.

2. Democrático: tem boas habilidades de comunicação, confia na equipe e consegue fazer as pessoas cooperarem; em contrapartida, pode demonstrar indecisão.

3. Autoritário: está sempre à frente das decisões e motiva o time a caminhar junto, mas pode acabar oferecendo pouco suporte aos subordinados e ser muito crítico.

4. Marcador de ritmo: apaixonado pelo trabalho, atua com a equipe, mas pode ter problemas com quem não segue o mesmo ritmo acelerado.

5. Paternal/Maternal: preocupa-se com o bem-estar dos colaboradores, constrói bons relacionamentos e sabe resolver conflitos, porém pode pender demais para o lado emocional.

6. Treinador: gosta de desenvolver pessoas, ajuda a equipe a evoluir e enfrenta desafios com firmeza, mas tem dificuldade de entender que treinamentos não resolvem tudo.

7. Centralizador: prefere resolver tudo por conta própria. Por mais que esse perfil seja visto como negativo, pode ser bom para times muito jovens ou momentos de crise.

8. Liberal: delega as decisões e atua mais como suporte, o que estimula criatividade e inovação; no entanto, muita liberdade pode comprometer os resultados.

9. Inspirador: tem carisma e lidera pelo exemplo, de modo que a equipe sabe o que fazer sem precisar de ordens; por outro lado, pode se preocupar demais com status.10. Visionário: cria bons projetos de longo prazo e sabe reconhecer talentos para trabalhar neles, mas pode ter problemas no dia a dia que comprometam a motivação da equipe.

Qual perfil de liderança é melhor?

Cada perfil de liderança tem pontos positivos e negativos (Fonte: Tenor)
(Fonte: Tenor)

Cada perfil de liderança apresenta pontos positivos e negativos que precisam ser equilibrados para uma gestão mais eficiente. Especialistas afirmam que um bom gestor precisa adotar diferentes atitudes, dependendo do que cada desafio exige.

Em um exemplo simples, os líderes mais democráticos ou liberais podem precisar de momentos mais autoritários ou coercitivos caso a equipe precise entregar resultados em curto prazo. Ou, então, um chefe que sempre trabalhou como marcador de ritmo pode precisar ter um momento mais maternal/paternal para lidar com um colaborador com dificuldades.

Para descobrir seu perfil predominante é preciso, em primeiro lugar, conhecer-se: busque compreender como você lida com os desafios e como gosta de trabalhar com a equipe. Comparando esse exame de consciência com as informações deste texto, é possível ter uma boa ideia de qual perfil de liderança mais se destaca em você.

Existem testes na internet, com perguntas baseadas em situações práticas, que ajudam a identificar as características. Este, publicado pelo portal Uol, traz ideias interessantes e é bem rápido. Este, criado pela consultoria de recursos humanos Robert Half, é um pouco mais completo e oferece dicas de como agir com a equipe. Confira e descubra o seu perfil de liderança.

Fonte: Portal Administradores, Uol e Robert Half.

Conheça mais sobre os cursos de pós-graduação do Mackenzie