A saúde mental ainda é um tabu. Muitos acreditam que visitar um psicólogo é admitir que há um problema de fundo psicológico que deve ser evitado. Esse é um dos motivos que mais afastam as pessoas de procurarem tratamento e focarem a prevenção.

A terapia, na verdade, é um espaço neutro para conversar e entender os sentimentos. Esse processo é importante para a saúde no geral, pois é uma forma de se compreender e de criar autoconsciência. É, ainda, uma maneira de prevenir doenças e problemas mentais.

Ainda assim, não é preciso ter uma doença para frequentar um psicólogo. Conheça os motivos para fazer terapia e saiba mais sobre esse processo.

(Fonte: Giphy)

Muitas pessoas associam tratamento psicológico a loucura. Esse pensamento é resultado do estigma que as doenças mentais ainda carregam — e que precisa ser combatido. Especialmente, deve-se compreender que contar com ajuda especializada não é um fator negativo, e que as doenças não são responsabilidade dos pacientes.

Na verdade, doenças mentais são um assunto sério e precisam de tratamento adequado. No entanto, acreditar que apenas pessoas nessas condições devem procurar atendimento psicológico é propagar o mito. A psicoterapia é um tratamento cujo objetivo é auxiliar o paciente a reconhecer seus processos emocionais e compreender de que forma pode lidar com todas as situações vividas.

O que esse método realiza é a promoção do autoconhecimento, permitindo que o paciente tenha ferramentas adequadas para suportar problemas e, ao mesmo tempo, construir uma relação mais positiva com a própria psique. Mas, antes de procurar a ajuda de um profissional, é preciso entender como funciona a terapia, para então tomar uma decisão mais consciente.

O que é a terapia

(Fonte: Giphy)

A imagem de um profissional com um bloco de notas e uma caneta faz parte do imaginário popular quando o assunto é a psicologia. Na verdade, a imagem não é incorreta, mas limita o que na verdade é esse atendimento. As escolas psicológicas são diversas e cada uma tem um processo participativo entre profissional e paciente. Isso, acima de tudo, influencia como a sessão ocorre, pois em certos modelos a intervenção do psicoterapeuta é maior do que em outros.

De modo geral, a terapia é um momento neutro, no qual os pacientes podem falar sobre seus conflitos e problemas sem julgamento. Nenhum tema é sem importância ou deve ser mantido em segredo, pois todos os problemas são relevantes. Esse espaço de fala permite que o paciente compreenda o que está acontecendo e passe a observar a situação por outro prisma, afastando-se do ponto principal e chegando às profundezas da questão.

A importância

(Fonte: Giphy)

Todos temos emoções ao passarmos por situações diversas, e essas questões precisam ser trabalhadas e compreendidas. Sentimentos como raiva, angústia e frustração fazem parte da vida; no entanto, cada pessoa responde de forma diferente a eles. A terapia ajuda a compreender as sensações consideradas negativas ao mesmo tempo em que ajuda a lidar com os momentos difíceis.

Por isso, contar com um psicólogo em qualquer momento da vida é importante. Deve-se considerar que não existe momento certo para começar, mas que continuar o tratamento é essencial para a saúde mental.

E é importante não associar a terapia a doenças, pois isso tira a oportunidade de conhecer a si mesmo. Busque hoje mesmo um profissional e comece o seu processo de autocuidado.

Confira mais dicas para potencializar sua carreira!