Se você ainda não entendeu como funciona a nota de corte, não se preocupe; essa dificuldade é completamente compreensível, já que não se trata de um valor fixo ou imutável. Uma vez que você compreende como ela é aplicada, tudo se torna mais simples.

O que é a nota de corte?

(Fonte: Giphy)

É uma nota (valor mínimo) usada para aprovar candidatos em um processo seletivo e pode variar de acordo com a instituição, o tipo de seleção, o curso e o número de vagas oferecidas. Em outras palavras, é a nota mínima que você precisar tirar para que sua candidatura a determinada vaga seja válida. No entanto, alcançar a nota de corte não garante que você continue concorrendo, pois, em alguns casos, o número de vagas eleva a nota de corte.

Em concursos públicos, a nota de corte é a pontuação tirada pelo último candidato classificado em um número preestabelecido de vagas no edital, o que permite passar para uma segunda etapa do processo de seleção. Logo, se há 200 vagas e a nota do candidato classificado em 200º lugar for 73,4, então essa será a nota de corte.

Nota de corte do vestibular

(Fonte: Giphy)

Para as instituições que adotam o vestibular tradicional, a nota de corte geralmente funciona como nos concursos, considerando a nota do último candidato classificado dentro das vagas oferecidas. Sendo assim, se a nota de corte do seu curso de interesse no ano anterior foi 7,7, neste ano ela poderá ser alterada, por isso o ideal é estudar para tirar a maior nota possível.

Algumas universidades públicas e privadas permitem o chamado "ingresso direto", com os qual os candidatos se classificam usando as notas que obtiveram em edições passadas do Enem.

Nota de corte do Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o processo informatizado do Ministério da Educação (MEC) com o qual as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos que participam do Enem.

No Sisu, a nota de corte é determinada pela nota do último candidato classificado dentro do número de vagas disponíveis nas opções de curso para as quais você se inscreveu, considerando instituição, campus, turno e modalidade de concorrência. Isso significa que o valor pode variar, mesmo que você opte pelo mesmo curso, mas em outra instituição, campus etc. A nota também será alterada se você escolher tudo igual, mas trocar o curso.

Muitos alunos se confundem porque acham que a nota de corte é predefinida pelo sistema ou pela instituição, mas ela nada mais é que a nota do último candidato que está concorrendo às mesmas vagas dos cursos que você escolheu em sua inscrição. Ela é variável, podendo subir ou descer à medida que novos interessados se inscrevem para as mesmas vagas ou aqueles que já haviam efetuado a inscrição migram para outros cursos.

Durante o período de inscrição, a nota de corte é atualizada diariamente, dando um resultado parcial baseado nas notas dos alunos que se inscreveram no dia anterior. Por isso, é importante que você acompanhe o sistema a fim de verificar como está sua posição na opção escolhida. A classificação final, portanto, será baseada no último dia de inscrição.

Peso das provas e pontuação mínima

A sua nota, assim como as notas dos outros candidatos, poderá variar de acordo com o peso dado a determinada prova e em relação a um curso ou instituição. É possível que uma universidade adote peso 2 para a prova de Matemática em todos os cursos de Engenharia ou peso 2 na prova de Linguagens para os cursos de Letras, Comunicação e Jornalismo, por exemplo.

Já a pontuação mínima é adotada por algumas universidades como critério para inscrição em cursos muito concorridos. Um curso como Medicina pode exigir pontuação mínima de 700, que seria a média dos pontos obtidos em todas as provas do Enem.

Nota de corte do ProUni

(Fonte: Giphy)

O Programa Universidade para Todos (ProUni) é uma iniciativa do Governo Federal que oferece bolsas de estudos em universidades particulares para alunos de baixa renda. Para concorrer a uma dessas bolsas, é necessário preencher alguns requisitos.

No ProUni, a nota de corte é a pontuação mais baixa exigida em cursos e em determinada instituição. Há cursos mais concorridos com pontuação mínima mais alta e cursos menos procurados com pontuação mais baixa.