4 dicas para não perder a prática do inglês

A fluência em inglês tem-se tornado um fator cada vez mais importante no mercado de trabalho. Mas, após atingir certo nível de fluência, é comum que os alunos se deparem com um novo questionamento: como fazer para inserir o inglês no dia a dia e continuar praticando mesmo fora do ambiente de estudos?

Se esse é o seu caso, não se desespere! Separamos dicas para exercitar de forma fácil e rápida cada uma das quatro habilidades linguísticas — leitura, escrita, escuta e fala. Vamos lá? 

1. Leitura

Exercitar a leitura é uma ótima forma de expandir seu vocabulário! (Fonte: Pic Snipe/Shutterstock)

A leitura é uma das habilidades práticas a serem exercitadas no cotidiano, já que estamos rodeados de textos o tempo todo. Pensando nisso, que tal começar a inserir pequenas doses da língua inglesa na sua rotina? Comece ajustando o idioma do seu celular para o inglês.

Depois, eleja um portal notícias que é a sua cara e se comprometa a ler pelo menos uma ou duas matérias por dia. Se é um amante da literatura, contos podem ser uma ótima pedida, já que são mais rápidos de ler. 

Outra opção divertida é ler uma versão em inglês do seu livro preferido. Como você já está familiarizado com a história, a leitura tende a ser mais intuitiva e agradável.

2. Escrita

Escrever bem é só questão de prática! (Fonte: Fizkes/Shutterstock)

Se busca uma experiência mais imersiva, podendo interagir diariamente com outras pessoas e trocar experiências, a próxima dica é para você! Já ouviu falar do Slowly? 

Trata-se de uma plataforma digital que conecta pessoas do mundo todo por meio de seus interesses em comum e línguas compatíveis. Nela, os usuários se comunicam por meio de cartas enviadas pelo aplicativo.

Já que a proposta é retomar o antigo costume de escrever cartas, a plataforma não entrega os recados automaticamente quando enviados. Em vez disso, o tempo que a carta demora para chegar é influenciado diretamente pela distância entre remetente e destinatário — um recado enviado por um residente da sua cidade vizinha pode demorar cerca de 40 minutos para chegar, enquanto uma carta vinda do outro lado do globo pode demorar dois dias para ser entregue, por exemplo.

O mais legal é que o Slowly permite que você acompanhe quanto tempo falta para os recados chegarem até você. Nada se compara ao friozinho na barriga de saber que tem uma carta fresquinha chegando em poucos minutos!

Essa demora na entrega faz os usuários enviarem cartas mais completas, em vez de frases curtas e objetivas, como é comum em aplicativos de mensagem. Isso é ótimo porque permite exercitar o inglês, ajudando na formulação de frases mais complexas, te fazendo sair da caixinha e encontrar saídas criativas para se comunicar.

3. Escuta

Use e abuse da internet para exercitar a escuta! (Fonte: Vantage_DS/Shutterstock)

A escuta é uma das habilidades mais prazerosas de exercitar, já que a prática pode ser personalizada conforme os seus gostos e interesses! Aqui vale de tudo: músicas, séries, filmes e vídeos — tem opção para dar e vender!

A ideia é consumir o máximo de conteúdo em inglês possível para se familiarizar com a sonoridade das palavras e ter referências de pronúncia. De quebra, você ainda pega umas dicas de expressões do dia a dia e expande cada vez mais o seu vocabulário.

Uma dica legal dentro disso é escolher um episódio curto de alguma série da qual você goste bastante e assistir três vezes: uma vez com legendas em português, uma com legendas em inglês e uma apenas com o áudio original. A familiarização com o conteúdo vai te permitir prestar atenção nos pormenores das falas das personagens, como a pronúncia e velocidade de fala, por exemplo.

4. Fala

Exercitar a pronúncia é essencial para arrasar no inglês! (Fonte: Garetworkshop/Shutterstock)

Por último, mas não menos importante, o motivo de muita dor de cabeça para quem quer aprender inglês: a fala. Mas pode relaxar, essas dicas vão te ajudar a tirar de letra essa habilidade e acabar com os pesadelos de uma vez por todas!

Por mais controverso que isso soe, a melhor forma de aprender a falar é falando. Isso ocorre porque simplesmente saber pronunciar cada palavra perfeitamente não é suficiente para garantir a fluência. É necessário também levar em conta os “linking sounds”, ou seja, a forma como conectamos uma palavra à outra durante o discurso.

Para isso, pratique! Fale sozinho em voz alta sem medo de parecer maluco, leia textos em voz alta, repita frases de filmes enquanto assiste. A persistência vai te ajudar muito nesta etapa.

Outra dica bacana é encontrar grupos de conversação na sua cidade ou se reunir com amigos que tenham o mesmo objetivo. A troca com outras pessoas e a necessidade de se fazer entender vão te mover ainda mais. Portanto, deixe a timidez de lado e coloque seu inglês no jogo!

Quer potencializar sua carreira? Comece uma pós-graduação no Mackenzie!

Fonte: Do Up.

Este conteúdo foi útil para você?

45630cookie-check4 dicas para não perder a prática do inglês

Cadastre-se na newsletter

E receba conteúdos exclusivos