O que colocar no objetivo do currículo para o primeiro emprego?

A busca pelo primeiro emprego é sempre uma tarefa desafiadora. Além do nervosismo e da falta de experiência, o candidato tem o problema de saber como adequar seu currículo aos padrões mais bem vistos pelas empresas.

Nesse momento, muitos candidatos acabam exagerando em frases prontas e vagas encontradas na Internet ou em informações irrelevantes para os recrutadores. A boa notícia é que existem maneiras de deixar seu currículo atraente mesmo sem experiências formais anteriores.

Mesmo sem experiência, o seu currículo pode se destacar. (Fonte: Jopwell/Pexels/Reprodução)
Mesmo sem experiência, o seu currículo pode se destacar. (Fonte: Jopwell/Pexels/Reprodução)

Para que serve o objetivo profissional?

O objetivo profissional serve como uma pequena apresentação do candidato, na qual ele demonstra seus interesses. Deve ser curto e direto, contendo idealmente duas frases. Deve vir logo em seguida das informações pessoais e serve para o recrutador verificar se o objetivo do candidato está alinhado às necessidades da empresa.

Como o recrutador já sabe quais serão as atribuições do cargo oferecido, ler frases genéricas, como “estar à disposição da empresa”, ou que mencionem objetivos em muitas áreas diferentes podem ser um motivo para o descarte do currículo.

Objetivo no primeiro currículo: como fazer

Quando não se tem experiências anteriores nem se busca um cargo específico, o ideal é ser honesto. Aponte que você busca a sua primeira colocação profissional, mas adeque o seu currículo à vaga desejada. Então, se você estiver enviando um currículo para trabalhar como vendedor em uma loja não pode escrever, por exemplo: “busco primeira colocação profissional na área de Direito”.

Algumas boas maneiras de redigir o seu objetivo profissional são estas:

Para pessoas sem formação superior, pode-se escrever:

Ser sincero no currículo é uma ótima maneira de ir bem na entrevista. (Fonte: Tim Gouwn/Unsplash)
Ser sincero no currículo é uma ótima maneira de ir bem na entrevista. (Fonte: Tim Gouwn/Unsplash)

Outras dicas para o primeiro currículo

O fato de não haver experiências anteriores para citar em seu currículo não significa que ele deva ser uma página quase toda em branco. Aproveite a oportunidade para citar informações, qualificações e conquistas relevantes para aquela vaga.

Se você está procurando um emprego após sair da faculdade, pode citar experiências em estágios acadêmicos, grupos de pesquisa e desenvolvimento de trabalhos relevantes. Conquistas como prêmios acadêmicos ou publicações de artigos também podem ser citados.

Se você está procurando emprego após sair do Ensino Médio, pode citar formações em cursos de menor duração, como cursos online de habilidades relevantes (informática, administração, idiomas etc.). Também pode citar suas principais habilidades e como elas podem se encaixar na vaga em questão. Por exemplo, ter facilidade em comunicação interpessoal para a área de Vendas.

Outra dica é descrever conhecimentos adquiridos em softwares que possam ser relevantes para a vaga pretendida. Saber mexer em programas como Adobe Photoshop, Illustrator, CorelDraw ou Canva pode ser um diferencial para empresas nas mais diversas áreas, mesmo que você não tenha um certificado.

O que não inserir?

Ainda existe muita confusão sobre como fazer um currículo ideal. Não é necessário incluir uma foto (a menos que seja solicitado na descrição da vaga) e informações como pretensão salarial, CPF e RG devem ser informadas em etapas futuras do processo seletivo.

Não tenha medo de ter um currículo objetivo e sucinto, mesmo para profissionais experientes o ideal é não ultrapassar uma página.
Fonte: Currículos Vencedores, Unigranrio, Zety, G1, Na Prática.

Este conteúdo foi útil para você?

51400cookie-checkO que colocar no objetivo do currículo para o primeiro emprego?

Cadastre-se na newsletter

E receba conteúdos exclusivos