Como evitar o trabalho em excesso?

Um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT) concluiu que, em 2016, mais de 700 mil pessoas morreram por acidente vascular cerebral (AVC) ou por doenças cardíacas em consequência de longas horas de trabalho. 

Com a pandemia e a migração para o home office, os especialistas alertam sobre o risco associado às longas jornadas e à falta de legislação que respalde os colaboradores. Para evitar a sobrecarga, é importante que os profissionais cuidem das saúdes física e emocional.

O que o estudo diz sobre o excesso de trabalho e o risco de morte?

A OMS e a OIT estimam que quase um em cada dez trabalhadores em todo o mundo (cerca de 480 milhões) tem de trabalhar mais de 55 horas por semana e esse número está aumentando, pondo ainda mais pessoas em risco de invalidez e morte precoce. (Fonte: Puxabay/Jannonivergall/Reprodução)
A OMS e a OIT estimam que cerca de 480 milhões de trabalhadores no mundo têm uma jornada maior do que 55 horas por semana. (Fonte: Puxabay/Jannonivergall/Reprodução)

A pesquisa foi publicada na revista científica Environmental International e mostrou que 72% das mortes relacionadas a jornadas extensas correspondiam a homens entre 60 e 79 anos que trabalhavam 55 horas semanais desde os 45 anos de idade.

Os dados apontam ainda que as pessoas que vivem no sudeste asiático e na região do pacífico ocidental foram as mais afetadas. O motivo pode estar relacionado com a falta de leis trabalhistas nas regiões que limitam horas de trabalho. Na Europa e na América do Norte, a incidência de mortes por esses motivos é menor. 

O estudo global mostrou como a sobrecarga de trabalho é nociva à saúde dos trabalhadores. Para aqueles que trabalham 55 ou mais horas por semana, o risco de morte por AVC aumenta em 35% e por doenças cardíacas em 17%, em comparação a uma semana de trabalho de 25 a 40 horas.

Como a pandemia impacta essa situação?

Por causa de demissões e corte de gastos, trabalhadores precisaram trabalhar mais horas na pandemia. (Fonte: Freepik/tirachardz/Reprodução)
Por causa de demissões e corte de gastos, os trabalhadores precisaram trabalhar mais horas na pandemia. (Fonte: Freepik/tirachardz/Reprodução)

Com o surgimento da pandemia no início de 2020, a rotina de milhares de profissionais foi alterada. Na tentativa de conter a disseminação do vírus, as empresas optaram pelo modelo do home office. Além disso, muita gente perdeu o emprego e precisou atuar como freelancer, sem carga horária definida por lei.

Mais de um ano depois do início do novo modelo de trabalho, os resultados começaram a aparecer. Um estudo realizado pela Universidade de Chicago mostrou que, com o trabalho remoto, os funcionários trabalham mais e produzem menos. 

A pesquisa feita no Instituto Becker Friedman comparou a produtividade de mais de 10 mil pessoas de uma empresa de tecnologia da informação entre abril de 2019 e agosto de 2020. 

Como resultado, os pesquisadores perceberam que o total de horas trabalhadas estava 30% maior em relação ao tempo anterior ao início do home office — com aumento de 18% nas horas extras. Contudo, a produtividade caiu 20%.

3 dicas para ser produtivo em home office

Com a atual situação, é preciso encontrar equilíbrio para se desenvolver no trabalho e ser produtivo, mas sem abrir mão da saúde. Para ajudar nisso, separamos três dicas. 

1. Tenha um lugar específico para trabalhar

Não são todos os profissionais que têm um escritório em casa para poder trabalhar, mas, para garantir a produtividade, separar um local, seja uma mesa, seja um cômodo, é fundamental para a concentração. Assim, há uma delimitação espacial de que aquele local é destinado ao trabalho.

2. Estabeleça horários e faça pausas durante o dia

Em muitos casos, os trabalhadores ganharam a flexibilidade de horário no home office. Mas, para impedir que você trabalhe mais do que o acordado, estabeleça horários de início e término da jornada de trabalho, avisando a equipe sobre isso. As pausas durante o dia também são fundamentais. É importante tirar o horário de almoço, levantar-se, alongar-se e distrair-se para manter a produtividade. 

3. Use canais de comunicação oficiais e desabilite notificações

Na era digital, parte do excesso de trabalho está relacionada com a falta de limites entre os contatos de trabalho. É comum receber mensagens fora do horário de serviço. 

Por isso, centralize as comunicações entre a equipe via e-mail ou outra plataforma indicada pela empresa e após o seu expediente desabilite notificações. Assim, você não fica ansioso em responder assim que as mensagens chegam.

Ao seguir essas dicas, certamente você diminuirá as chances de trabalhar em excesso e manterá as saúdes física e mental, bem como a sua produtividade no trabalho. 

Quer potencializar sua carreira? Comece uma pós-graduação no Mackenzie!

Fonte: Época Negócios, Exame.

Saiba se está passando do limite nas jornadas de trabalho

Você tem uma carga horária fixa de trabalho?
a. Sim, cumpro horários predeterminados.
b. Mais ou menos. Posso até estabelecer horários de pausas, entradas e saídas, mas raramente consigo respeitá-los.
c. Não consigo prever esse tipo de coisa.

Correto!

Errado!

Em geral, quantas horas trabalha por dia?
a. De 6 a 8 horas.
b. De 9 a 12 horas.
c. Não sei exatamente.

Correto!

Errado!

Você tem um local fixo para trabalhar?
a. Sim, em casa ou na empresa, tenho uma estação fixa de trabalho.
b. Não, prefiro circular por vários lugares.
c. Não parei para pensar nisso.

Correto!

Errado!

Você tem horários fixos para comer?
a. Sim, cumpro bem os meus horários.
b. Não, dou pausas apenas quando termino tarefas importantes.
c. Não, como quando sinto fome.

Correto!

Errado!

Você consegue se desligar do trabalho quando encerra o expediente?
a. Sim, desativo notificações e busco me distrair vendo filmes e aproveitando a companhia de pessoas especiais.
b. Não, preciso me preocupar com o que será do dia seguinte.
c. Nunca tentei fazer essa divisão.

Correto!

Errado!

Qual é o seu nível de autocobrança?
a. Dou o melhor de mim, mas aceito que não sou capaz de atingir a perfeição no trabalho.
b. Sofro muito com qualquer erro que cometo.
c. Não parei para pensar nisso.

Correto!

Errado!

Compartilhe esse quiz para mostrar seus resultados !

Subscribe to see your results

Você está trabalhando demais?

Eu acertei %%personality%%

%%description%%

But I’m also %%personality%%

%%description%%

Loading…

Este conteúdo foi útil para você?

45690cookie-checkComo evitar o trabalho em excesso?

Cadastre-se na newsletter

E receba conteúdos exclusivos