7 dicas de linguagem corporal para a entrevista de emprego

Imagine que você está em busca de um emprego e acha a vaga dos sonhos. É hora de se preparar: atualizar seu currículo, treinar o que você quer destacar na entrevista e ter uma roupa adequada. Tudo pronto, certo?

Não ainda. Além dessas formas de se apresentar, existe outra, que às vezes passa despercebida por quem se candidata a um emprego, a expressão corporal. Afinal, como diz o título da conhecidíssima obra de Pierre Weil e Roland Tompakow, O corpo fala!

Então, ela também deve fazer parte da preparação para a entrevista. Confira sete dicas para não errar na hora de se expressar. 

1. Seja humilde, mas confiante

Demonstre segurança, mas cuidado para não ser arrogante. (Fonte: Seventy Four/Shutterstock)
Demonstre segurança, mas cuidado para não ser arrogante. (Fonte: Seventy Four/Shutterstock)

Ao se candidatar a uma vaga, você deve demonstrar que esse desafio interessa e que você tem as competências necessárias ao cargo. É isso o que o entrevistador espera do candidato ideal e precisa, portanto, estar no seu script.

Coloque-se à disposição da empresa e seja generoso ao se comunicar: ouça, mantenha-se atento, tenha foco, valorize o encontro e esteja pronto para demonstrar o que sabe sobre o assunto.

Não é necessário interromper o entrevistador. Manter-se calmo e fazer leves acenos de cabeça podem ser suficientes para demonstrar que está acompanhando a conversa.

2. Sorria sem exageros

Atualmente, as empresas valorizam as soft skills (habilidades relacionais) tanto ou até mais do que as competências técnicas. Por isso, ser simpático e aberto à comunicação é fundamental em uma entrevista de emprego.

Sorrir, claro, é a forma mais evidente de se demonstrar aberto, mas cuidado com o tom: não se deve soar artificial, por exemplo. Em vez disso, procure encarar o momento com bom humor. Lembre-se: se tudo der certo, você começará nesse trabalho em breve, então use essa motivação para iluminar a sua disposição!

3. Faça contato visual 

É importante que o contato visual ajude na argumentação em relação às suas qualidades. (Fonte: Mangostar/Shutterstock)
É importante que o contato visual ajude na argumentação em relação às suas qualidades. (Fonte: Mangostar/Shutterstock)

Ainda que você esteja muito animado para começar nesse emprego, é hora de manter o profissionalismo. Comporte-se como em um dia de trabalho comum e faça contato visual na medida certa. Isso vai demonstrar que você está disponível, mas que não está “avançando o sinal” e sendo muito efusivo. 

O contrário também é válido. Estar inseguro faz parte de situações desafiadoras, mas não desvie o olhar diante do contato direto. As pessoas precisam sentir que podem contar com você.

4. Mantenha a sua postura ereta

De todas as partes do corpo que comunicam o que você pensa e sente, a coluna pode ser a mais reveladora. Ela evidencia sua postura diante do desafio ao qual você está se candidatando. Por isso, não deixe o corpo mole, nem mantenha o pescoço altivo, de forma que pareça esnobe. 

5. Acerte no aperto de mão

O aperto de mão deve demonstrar segurança e disponibilidade. (Fonte: Mangsotar/Shutterstock)
O aperto de mão deve demonstrar segurança e disponibilidade. (Fonte: Mangsotar/Shutterstock)

Em um primeiro contato, é de bom tom cumprimentar as pessoas com apertos de mão, em vez de beijinhos ou meros acenos. Isso demonstra a proximidade e a seriedade que se deseja de uma relação profissional.

Cuide também para não apertar demais ou “de menos” a mão do entrevistador ou colocar a sua mão por cima ou por baixo da dele. Isso pode passar uma impressão errada sobre você.

6. Fale quando necessário

Pessoas muito caladas ou muito falantes são igualmente desinteressantes. Por isso, esteja atento e fale sempre que sentir que é a hora de dar o seu recado. Nos demais momentos, em vez de falar, use as demais formas de comunicação corporal.

O tom de voz é algo que também deve ser observado. Ele deve ser firme e seguro, como se deseja de um profissional. Além disso, busque não baixar ou erguer a voz em relação à forma como o ambiente está operando. 

7. Não cruze braços e pernas

Postura pode afastar você do entrevistador. (Fonte: Mangostar/Shutterstock)
Postura pode afastar você do entrevistador. (Fonte: Mangostar/Shutterstock)

A última dica se refere ao clássico da expressão corporal. Ao cruzar braços e pernas, você demonstra medo e insegurança, uma vez que está se fechando para o entrevistador. 

Com essas dicas em mente, você tem tudo para arrasar. Lembre-se: você tem uma série de pontos positivos. Basta saber comunicá-los!

Quer potencializar sua carreira? Comece uma pós-graduação no Mackenzie!

Fonte: Na Prática, Robert Half.

Este conteúdo foi útil para você?

51450cookie-check7 dicas de linguagem corporal para a entrevista de emprego

Cadastre-se na newsletter

E receba conteúdos exclusivos