4 maneiras de incentivar a leitura em sala de aula

Biblioteca na sala de aula

Organizar uma bi­blioteca na sala de aula é uma boa maneira de atrair a atenção dos alunos para os livros.

As estantes de sua biblioteca devem estar na altu­ra da criança, para que ela possa manusear os livros. Para crianças pequenas, privilegie livros ricos em imagens e ilustrações, e aqueles com folhas bem grossas, que não rasgam facilmente.

As estantes devem ser renovadas e reorganizadas constantemente para con­tinuar mantendo o interesse das crianças.

Caixas de livros

Estantes também podem ser substituídas por caixas de livros. (Fonte: Pexels)
Estantes também podem ser substituídas por caixas de livros. (Fonte: Pexels)

O professor pode utilizar caixas com livros para fazer diferentes atividades. Uma possibilidade é organizar as caixas de forma a oferecer material diferente todos os dias para os alunos. Por exemplo, se os livros forem divididos em cinco caixas, pode-se oferecer aos alunos uma caixa por dia da semana, com conteúdo literário diferente. Assim, se uma criança vê um determinado livro na segunda‑feira, somente na segunda‑feira seguinte ele veria de novo o mesmo livro.

­

Escolha o livro da semana

Coloque o livro que será trabalhado durante a semana em destaque na sala de aula. (Fonte: Shutterstock)
Coloque o livro que será trabalhado durante a semana em destaque na sala de aula. (Fonte: Shutterstock)

Escolher um livro por semana para ser lido e trabalhado com o grupo também é uma forma de incentivar o interesse pela leitura. Para tornar esse momento mais relevante para o aluno, o professor deve preparar um local especial na sala para a leitura. O livro do projeto pode ficar exposto, nesse lugar especial, durante toda a semana.

Passaporte de leitura

No início do ano letivo, crie um passaporte de leitura: um documento onde o aluno registrará todas as viagens literárias que participará durante o ano.

No caso de crianças pequenas, o passaporte pode ser coleti­vo (para a classe toda). O pro­fessor pode confeccionar, em uma folha grande dobrada ao meio, um livreto imitando um passaporte. Toda vez que acabar de ler uma história com a turma, o nome do livro vai ser escri­to no passaporte (em vez do nome, pode‑se usar a miniatura da capa do livro). Ao final de determinado período (mês, bimestre), as crianças podem contar quantos livros foram lidos – e quantas “viagens” foram feitas por meio dessas histórias.

Com os alunos do Ensino Fundamental, anos iniciais, o passaporte pode ser individual. A cada leitura concluída, o aluno recebe um carimbo em seu documento.

Criar um passaporte de leitura pode incentivar as crianças a manterem o hábito ao longo do ano letivo. (Fonte: Shutterstock)
Criar um passaporte de leitura pode incentivar as crianças a manterem o hábito ao longo do ano letivo. (Fonte: Shutterstock)

Fonte: Sistemas de Ensino Mackenzie na Prática (SME)Gostou deste conteúdo? Conheça o Sistema de Ensino Mackenzie.

O que achou?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0