Verdade seja dita: que empresa nos dias de hoje tem total controle de suas atividades e uma gestão eficiente do tempo de suas equipes? Praticamente o “profissional dos sonhos” para os recrutadores, um gestor de projetos é responsável por cuidar de ponta a ponta de demandas específicas ou contínuas que geralmente necessitam de maior tempo de implantação e dedicação e geram grandes expectativas em termos de retorno e investimento para a companhia.

Segundo o Instituto de Gerenciamento de Projetos (Project Management Institute PMI), gerentes de projeto são agentes de mudança que têm um conjunto de técnicas e habilidades com o intuito de tornar tarefas complexas mais simples e cumprir com suas atividades de forma correta mesmo sob pressão.

Como atuam os gerentes de projetos

Em linhas gerais, para se manterem competitivas e eficientes, as empresas precisam de profissionais que alinhem os objetivos dos projetos em dois pilares cruciais: tempo e dinheiro. Na prática, esse profissional tem o grande desafio de gerenciar pessoas e tarefas dentro de um “budget” (verba de determinada ação) já com a expectativa de tempo — seja para a conclusão da atividade, seja para um retorno financeiro.

Para que esse profissional possa atuar de forma assertiva, a companhia precisa definir, dentro de seu escopo, qual será o tipo de projeto: contínuo ou único. Projetos contínuos são processos usuais e necessários para o bom funcionamento da organização, mas que precisam de um cuidado especial.

Além de grandes obras, um bom exemplo de plano contínuo é a contratação de uma equipe especializada para abrir uma startup. O profissional de gestão de projetos, em parceria com as demais áreas, precisa determinar se essa equipe poderá ser fixa ou via consultoria apenas em determinado momento, por exemplo.

Já os projetos únicos ou temporários são ações sazonais que demandam ainda mais esforço para que as entregas ocorram em um curto espaço de tempo. Esses projetos podem acontecer também apenas uma vez, como a implantação de uma nova marca ou produto no mercado.

Campos de atuação

Por ter um campo de atuação tão amplo em um mercado cada vez mais competitivo, as habilidades desse profissional podem ser importantes para os mais diversos departamentos, entre eles administração, financeiro, vendas, recursos humanos, marketing ou mesmo órgãos públicos.

Além de gerenciar pessoas, tarefas e dinheiro, o profissional de gestão de projetos precisa ser criativo e antenado. Com as alterações do mercado e da economia do País e as constantes oscilações da confiança do consumidor, empresas em todo o Brasil têm investido menos (em contrapartida, porém, esperado os mesmos resultados). Também é função desse profissional buscar as melhores alternativas dentro de um novo cenário econômico.

Como medir se o gestor de projetos é eficaz?

Esse profissional é responsável por todo o projeto, desde o planejamento até a entrega final. Por isso, é importante que ele ajude os demais stakeholders a definir metas claras e plausíveis para que, não apenas ao fim do projeto mas sim com determinada periodicidade, as metas sejam verificadas para checar o correto andamento das ações. Nesse ponto, esse profissional é também responsável por alertar em caso de necessidade de mudanças estratégicas de rota.

Uma das ferramentas mais utilizadas por esses profissionais para medir as necessidades de mudança é a análise SWOT (strenghts, weaknesses, opportunities, threats). Também conhecida como FOFA (forças, oportunidades, fraquezas e ameaças), é um famoso método nos meios administrativos e de marketing que, quando bem construído, pode apresentar pontos de atenção dentro e fora da organização a qualquer momento.

Vantagens da gestão de projetos

Uma das maiores (e talvez a principal) vantagens de ter um gestor de projetos é centralizar as informações de forma consistente. Certamente muitas pessoas estarão envolvidas no desenvolvimento e na busca pelas metas da companhia — mas apenas o “dono” do projeto deverá ter uma visão macro, capaz de sinalizar detalhes e ações no cronograma, possíveis riscos de operação e engajamento da equipe. Esse profissional deverá ser ainda o ponto focal para possíveis dúvidas ou reuniões sobre o andamento das atividades, otimizando o trabalho das equipes que poderão permanecer focadas em suas demandas.

Por que gestão de projetos é uma profissão do futuro?

Um bom gestor de projetos é responsável, organizado e inquieto. Sempre de olho no cronograma e nas metas, sem dúvidas pode ser considerado uma peça-chave em um futuro não tão distante, pois muitas empresas já perceberam a sua real necessidade e importância. Ter um único profissional especializado e focado em projetos auxilia ainda mais na clareza das entregas e na análise de relatórios de forma assertiva.

E é claro, com um mercado cada vez mais competitivo e investimentos enxutos, esse profissional, como ninguém, saberá organizar os recursos de forma coerente.