Se lidar com a ansiedade do dia a dia já é algo complicado, manter a calma quando você está prestes a fazer uma prova — ainda mais de vestibular — pode parecer quase impossível. Mas, calma, é só “quase”. Existem diversos métodos bastante eficientes para controlar todo esse nervosismo, e um dos mais eficazes é simplesmente aprender a respirar.

É claro que não queremos dizer que a solução para todos os seus problemas é simplesmente respirar fundo, mas sim praticar alguns exercícios respiratórios. Acredite: seguir os passos certos pode fazer toda a diferença se a ideia é reduzir altos níveis de tensão, e não é preciso gastar mais do que alguns minutos com eles, o que significa que os seus estudos não serão prejudicados.

Pensando nisso, separamos algumas sugestões eficientes para acabar com a ansiedade e supersimples de fazer na hora daquela prova importante. Aprenda a postura e os movimentos corretos; depois é só levá-los para a sala de aula e usar assim que achar necessário.

(Fonte: Giphy)

1. Respiração abdominal

Esse método consiste em garantir que você está respirando calmamente e da maneira adequada, usando o diafragma no lugar do tórax para controlar o movimento. Vale notar que muitas dessas técnicas precisam que você esteja sentado e com as costas retas para começar; sendo assim, mantenha a postura ereta, com uma mão no peito e outra na barriga e respire fundo lentamente pelo nariz. Caso esteja fazendo corretamente, notará a diferença na movimentação do abdome.

Idealmente, a sua meta deve ser ter entre seis e dez respirações profundas por minuto.

2. Sama Vritti

De difícil, a técnica só tem o nome. Pensada não apenas para acalmar mas também para melhorar o foco, a técnica do Sama Vritti pede que você inspire e expire fundo pelo nariz quatro vezes, lentamente. Ao se adaptar a esse processo, você pode dobrar o número original de respirações.

(Fonte: Giphy)

3. Respiração alternada

A respiração alternada é certamente a mais curiosa da lista. Sentado e com as costas retas, cubra a sua narina direita e inspire; depois, faça o mesmo com a outra narina e expire. Repita o processo dez vezes, sempre alternando a narina usada para puxar e a usada para soltar o ar.

(Fonte: Giphy)

4. Três em três

O método mais rápido e simples da lista consiste em 3 passos de 1 segundo cada. Primeiro, inspire lentamente; depois, expire com a mesma calma. Em seguida, mantenha-se sem ar por esse curto período.

(Fonte: Giphy)

5. Respiração 4-7-8

Esse é um método interessante para se usar em noites anteriores à prova, para ajudar a dormir. Nesse caso, você pode praticá-lo sentado ou deitado, desde que esteja com a postura reta.

Primeiro, é preciso expelir todo o ar dos seus pulmões pela boca, fazendo um típico som de sopro. Depois, silenciosamente, inspire pelo nariz contando mentalmente até 4. Feito isso, segure a respiração por 7 segundos e expire pela boca, novamente fazendo o som de sopro por 8 segundos.

De início, é bom repetir esse processo quatro vezes apenas e, conforme as suas práticas melhorarem, chegar até oito ciclos. Mas lembre-se: esse exercício é mais recomendado para ser feito dias antes, e não na sala durante a prova.

(Fonte: Giphy)

Estar preparado também ajuda

Dadas todas essas dicas, é bom destacar o óbvio: nem todos os exercícios respiratórios do mundo ajudarão caso você vá para a prova sem estar devidamente preparado. O simples fato de chegar ao vestibular sabendo que está um pouco mais preparado, no entanto, pode reduzir drasticamente os seus níveis de ansiedade e tornar todos os métodos que citamos ainda mais efetivos.

Por último, mas não menos importante, vale lembrar que existem vários outros exercícios respiratórios disponíveis para ajudar a lidar com a ansiedade. Muitos deles, porém, só funcionam em ambientes que permitem bem mais liberdade (a não ser que deitar no meio da sala de aula não seja um problema, por exemplo); outros são realmente efetivos apenas se praticados diariamente ou por longos minutos, tempo que você certamente não vai querer desperdiçar durante o exame.

Se você gostou dos resultados das dicas acima, pode ser uma boa ideia procurar mais métodos para adicionar aos seus hábitos diários.