(Fonte: Giphy)

Há tantas engenharias no mercado que fica difícil saber em qual delas iniciar a carreira, não é mesmo? De antemão, adiantamos que a engenharia mecatrônica é considerada o “futuro das engenharias”, como aponta o Guia da Carreira.

A junção entre engenharia eletrônica e mecânica resulta na engenharia mecatrônica, setor muito amplo e de muitas possibilidades. Para que você tire todas as suas dúvidas a respeito dessa área, separamos algumas informações preciosas para motivá-lo ainda mais a iniciar sua carreira profissional.

No controle de tudo

(Fonte: Giphy)

Os conhecimentos aplicados em engenharia mecatrônica são voltados à automação de equipamentos e máquinas na indústria. O estudante que iniciar o curso deve ter em mente que a área é bastante vasta e com muitos cargos a oferecer.

O engenheiro mecatrônico cria, coordena e fornece assistência técnica em diversos tipos de máquinas, além de ter papel fundamental em projetos de controle para equipamentos.

Por dentro das disciplinas

(Fonte: Giphy)

Por ser um setor presente em diferentes cenários da indústria, a engenharia mecatrônica tem uma grade disciplinar bastante parecida com as demais engenharias, contando com Matemática, Química, Física e Desenho. No entanto, ao longo do curso o aluno também aprende disciplinas específicas de mecatrônica, o que inclui Ciência da Computação, Robótica e Automação.

Existem ainda aulas práticas e dinâmicas, em que o aluno põe a mão na massa. Nesse caso, são desenvolvidas técnicas de tratamento térmico de materiais, sistemas hidráulicos e pneumáticos, bem como construções motoras; tudo é feito em laboratório, com segurança e acompanhamento profissional. Além de serem interessantes, as aulas práticas em laboratório mostram um pouco do que acontece no mercado de trabalho.

Perfil do aluno de Mecatrônica

(Fonte: Giphy)

Todo mundo pode cursar engenharia mecatrônica, basta gostar de números e física. Entretanto, o aluno que for comunicativo, criativo e bastante curioso tende a se dar bem na área, já que trabalhará sempre em equipe e em processos que exigem conhecimento em eletrônica, computação e engenharia mecânica.

É importante saber que a mecatrônica é um setor que evolui com a tecnologia — e muito rápido. Especializações periódicas, como pós-graduação, por exemplo, são sempre bem-vindas e ajudam a crescer no segmento.

O futuro em suas mãos

(Fonte: Giphy)

Ainda não temos carros voadores, mas tudo indica que os sistemas automatizados de máquinas tomarão conta do mercado nos próximos anos, como aponta um estudo feito pela McKinsey. E quem estará por trás dos sistemas dessas máquinas do futuro? Isso mesmo, os engenheiros mecatrônicos, que criam e desenvolvem toda a parte operacional de robôs e equipamentos.

A pesquisa ainda indica que, no Brasil, o percentual de máquinas à frente do trabalho chegará a 15%.

Quer fazer parte da revolução?

(Fonte: Giphy)

O profissional de mecatrônica está ficando cada vez mais visado no mercado, já que tem papel fundamental em diversos segmentos da indústria, como as áreas automotiva, alimentícia, farmacêutica, entre outras.