Entender o ser humano e seus dilemas não é só papel das ciências humanas; adicionando um pouco de aspectos práticos, chegamos às ciências sociais aplicadas, compostas por profissionais que trabalham para organizar e transformar o nosso meio social. Essa área de estudo, bastante ampla, tem como base não só entender a atuação do indivíduo no meio em que vive mas também promover ações baseadas nas necessidades da sociedade.

Trata-se de um campo perfeito para quem gosta de teorias sociológicas e filosóficas desenvolvidas em humanas, mas também se interessa pelo relacionamento entre as pessoas, por entender como isso pode alterar as engrenagens de toda a convivência. Analisar problemas e propor soluções faz parte dos estudos das ciências sociais aplicadas.

Para entendermos melhor essa área, escolhemos cinco cursos que resumem bem como se dá a atuação de profissionais desse campo.

Ciências econômicas

(Fonte: Tenor)

Ideal para quem gosta de ciências exatas, mas sem deixar as humanas de lado, o curso de Ciências Econômicas forma profissionais aptos a trabalhar com o mercado financeiro e a entender processos como distribuição de renda e produção de bens e serviços.

Ao fim da formação, os economistas podem realizar atividades financeiras em instituições públicas ou privadas, lidando com recursos, análise de concorrência, investimentos e padrões de comportamento dos indivíduos.

O estudo de questões sociais é importante justamente porque a economia como um todo está ligada ao modo como agem os consumidores e o mercado. Entender essa dinâmica é compreender a própria sociedade.

Administração

(Fonte: Tenor)

Há quem prefira estar no controle das situações, gerenciando projetos e planejando ações, sempre tendo em mente o sucesso da empresa. Esse é um perfil que se encaixa perfeitamente na área de administração, a qual permite uma atuação diversa, indo da gestão ao marketing, passando pela análise de finanças e de oportunidades de mercado.

Uma boa administração depende de uma boa gestão de pessoas, então é importante que os profissionais saibam lidar com recursos humanos, além de terem uma visão ampliada sobre mercado e o meio em que está inserido o negócio ou a instituição.

O curso também é uma boa oportunidade para exercer atividades de empreendedorismo, perfeito para quem tem muitas ideias e projetos para colocar em prática.

Ciências contábeis

(Fonte: Tenor)

Não podemos para negar que recursos financeiros são indispensáveis no dia a dia. O curso de Ciências Contábeis existe para formar profissionais capazes de lidar com esses recursos, entendendo o papel que o dinheiro exerce na sociedade; afinal, saúde financeira de pessoas e empresas também é importante.

Durante a formação, os estudantes aprendem a gerenciar contas de empreendimentos ou de pessoas físicas, lidando com entrada e saída de recursos, controle de gastos e lucros e auditorias contábeis. Como analistas financeiros, contadores, consultores ou auditores, não faltam vagas para os profissionais das contábeis: sempre há alguém ou algo precisando de auxílio para colocar tudo na ponta do lápis.

Direito

(Fonte: Tenor)

Direitos são fundamentais para uma sociedade saudável; sem eles, a resolução de conflitos de uma forma justa é impossível. Por isso, o curso de Direito é tão importante, já que lida diretamente com os pilares que sustentam a convivência em grupo.

Entender as leis e normas às quais estamos submetidos nem sempre é tarefa fácil, daí a relevância de profissionais da área, prontos para garantir o correto funcionamento do ordenamento jurídico, como advogados, juízes, promotores, assessores ou mesmo delegados de polícia. Em comum, todos essas atuações se baseiam na ideia de que nossos direitos e nossos deveres são essenciais e por isso devem ser protegidos.

Jornalismo

(Fonte: Tenor)

Imagine um mundo sem informação, sem notícias, sem sabermos o que está acontecendo no país e no mundo; não parece muito bom, já que o acesso à informação é indispensável ao funcionamento de qualquer sociedade livre. A formação na área de jornalismo é tão relevante por conta disso: são esses profissionais que correm atrás das informações necessárias para que saibamos o contexto social e político em que estamos vivendo.

Em um momento de difusão de dados por conta da internet, em que tudo é fácil de encontrar, pode até não parecer, mas o jornalista se tornou ainda mais fundamental, já que é ele quem separa os conteúdos pertinentes daqueles sem importância, agindo como um filtro para as notícias.