Andar pelas ruas da cidade e perceber os traços nas edificações, o design dos ambientes e até mesmo a iluminação de alguns lugares são perspectivas que pre ndem a atenção de quem estuda ou pensa em cursar Arquitetura. Mas o universo arquitetônico vai além e traz muitas possibilidades, inclusive na criação de ambientes virtuais para jogos eletrônicos.

Segundo o arquiteto especialista em gerenciamento de projetos e obras, Renato Mendonça, enquanto muitas profissões robotizam seus processos de produção, a arquitetura é essencialmente humanista porque envolve a representatividade dos povos através da cultura e da história das sociedades. “Por mais que a tecnologia esteja extremamente presente no nosso modo de projetar, o componente humano é essencial”, afirma Mendonça.

Existem vários ramos para quem cursa Arquitetura e aqui mostraremos 17 oportunidades para explorar.

1. Urbanismo

(Fonte: Giphy)

Imagine-se planejando um conjunto residencial, um bairro ou até mesmo uma cidade inteira, como Brasília. É no urbanismo que o arquiteto estuda a organização dos espaços para a vida humana.

2. Paisagismo e ambientes

(Fonte: Giphy)

Para quem prefere a natureza à urbanidade, o paisagismo é a melhor escolha. Nessa especialização, o arquiteto explora a criatividade nos espaços abertos, como jardins e praças, ou em ambientes fechados, como áreas privadas e jardins particulares. O importante é unir natureza e arquitetura.

3. Restauração de edifícios

(Fonte: Giphy)

O arquiteto restaurador se preocupa com a revitalização de espaços em processo de deterioração, como a restauração de edifícios históricos, por exemplo.

4. Comunicação visual

(Fonte: Giphy)

Nessa área, o profissional pode atuar tanto na concepção da identidade de uma empresa, produto ou marca, trabalhando com cenógrafos ou cineastas, quanto com as questões de poluição visual dentro das cidades, nas disposições de placas de sinalização ou outdoors, por exemplo, administrando a composição urbana.

5. Luminotécnica

(Fonte: Giphy)

Quem escolhe se especializar em luminotécnica é responsável pelos projetos de iluminação de ambientes que podem ser pequenos espaços ou grandes shows, por exemplo.

6. Tecnologia da construção

(Fonte: Giphy)

Nessa especialização, a palavra é otimização, com o estudo das melhores técnicas e materiais para a execução de uma obra.

7. Acompanhamento e administração de obra

(Fonte: Giphy)

O administrador de obra é aquele que faz acontecer, que coloca o projeto na ativa, acompanhando e gerindo a produção e prezando sempre pela qualidade.

8. Desenho de mobiliário

(Fonte: Giphy)

Quem investe nessa especialização explora o lado artístico desenhando mobiliários e objetos para decoração de ambientes. Além disso, tem total liberdade para criar novas tendências.

9. Pesquisa científica e tecnológica

(Fonte: Giphy)

Pesquisadores são arquitetos dedicados a entender o passado da arquitetura para construir o presente e projetar as novas demandas do futuro na profissão. São esses profissionais que compreendem as exigências do comportamento humano, acompanhando também as tendências da evolução tecnológica para as necessidades da arquitetura no mundo.

10. Tecnologia em projetos digitais

(Fonte: Giphy)

Na tecnologia em projetos digitais, o conhecimento em prototipagem é o que norteia a especialização. Os profissionais dessa área têm que ser criativos no uso das tecnologias para fabricação digital de peças.

11. Building Information Modeling

(Fonte: Giphy)

Building Information Modeling (BIM) significa Modelagem de Informação da Construção, em português, um ramo ainda pouco difundido no universo da arquitetura e da engenharia, mas bastante promissor. BIM é um processo facilitador da gestão da obra, já que reúne todas as informações referentes a ela, desde a modelagem até o orçamento. Quem detém esse conhecimento domina todos os passos da construção.

12. Visualização arquitetônica em 3D

(Fonte: Giphy)

São os especialistas em modelagem 3D, renderização, iluminação e pós-produção que entendem de softwares específicos para essas áreas e entregam os projetos finais desse tipo.

13. Design gráfico de animação

(Fonte: Giphy)

Além de entender de softwares de arquitetura, o designer gráfico de animação agrega a esse conhecimento os softwares de edição de vídeos, criando o universo perfeito da obra que será projetada para encantar o cliente.

14. Design de imagem 3D

(Fonte: Giphy)

O designer de imagem 3D cuida da complexidade dos detalhes das imagens em 3D criadas para os projetos. Para isso, precisa ter bastante conhecimento em modelagem, iluminação, renderização e pós-produção, pois cuida diretamente da parte visual dos projetos.

15. Arquitetura comercial

(Fonte: Giphy)

Esses arquitetos precisam saber lidar com as necessidades do cliente e o orçamento apresentado para o projeto. Por isso, conhecem o comércio como ninguém e podem encontrar a melhor solução para a projeção de lojas, casas e escritórios dentro dos limites indicados pelos consumidores.

16. Design de mobilidade urbana

(Fonte: Giphy)

O design de mobilidade urbana é uma nova vertente da arquitetura e estuda as mais variadas maneiras de proporcionar o maior e melhor uso dos espaços urbanos por todos, sem exceção.

17. Projetos sustentáveis

(Fonte: Giphy)

A área dos projetos sustentáveis explora soluções para diminuir ao máximo os impactos ambientais de um projeto.Gostou das opções? São muitas possibilidades para exercer essa atividade profissional chamada arquitetura.

Ainda não sabe qual profissão seguir? Acesse nosso guia de profissões 360!