Saiba como vai funcionar o vestibular do Mackenzie

A crase está entre as campeãs dos deslizes na língua portuguesa durante a redação. Para começar a entendê-la, vamos lembrar que não se trata de um acento. O acento grave (`) apenas sinaliza para o leitor o encontro da preposição "a" com o artigo feminino "a" ou com a letra "a" do início dos pronomes demonstrativos "aquele(s)" "aquela(s)" ou "aquilo". Confira 4 dicas!

1. A crase aparece antes de palavras femininas

Fonte: Giphy
(Fonte: Giphy)

Essa é a regra mais básica sobre a crase. Por isso, a dica é: substitua a palavra que aparece depois da letra "a" por um termo masculino. Se aquele "a" se transformar em "ao", a crase é obrigatória! Observe a frase a seguir:

Se bate a dúvida no exemplo “Os jovens foram à igreja”, substituímos a palavra "igreja" por um equivalente masculino, como "culto" (Os jovens foram ao culto). Percebemos assim que a forma correta é mesmo Os jovens foram à igreja.

2. Horas e lugares

Fonte: Giphy
(Fonte: Giphy)

Expressões como às 2 da tarde ou a aula terá início às 7 horas serão craseadas porque a preposição "a" vem antes do artigo "a" que define a hora. Porém, se a hora for indicada depois das preposições "desde", "até" ou "para", não existe crase porque não há encontro de preposição com artigo. Assim: estou aqui desde as 5 da manhã ou a reunião ficou marcada para as 16 horas.

Quando se referir a lugares, a dica é: adicione a preposição "para" à frase e veja se há necessidade do artigo "a". Se tiver, utilize a crase. Transforme a frase Irei à Itália em Irei para a Itália. Nesse caso, utilize a crase, porque há necessidade do artigo "a". Já em Irei a Curitiba, a frase Irei para Curitiba não pede o artigo "a", portanto não há crase.

3. Locuções adverbiais femininas e "à moda"

Fonte: Giphy
(Fonte: Giphy)

Locuções adverbiais femininas "À maneira de", "À moda de", "À custa de", "À procura de", "À espera de", "À medida que" e "À proporção que" são sempre craseadas. Destacamos "À moda" porque é um caso raro em que a crase pode anteceder um nome masculino, como na frase Fiz um gol à Neymar — Fiz um gol à (moda de) Neymar.

4. Uso facultativo

Fonte: Giphy
(Fonte: Giphy)

1. Antes de nomes próprios femininos. Exemplo: Eu respondi à Gabriela ou Eu respondi a Gabriela. Mas cuidado! Se a Gabriela for especificada, sempre deve ter crase. Assim: Eu respondi à Gabriela do Financeiro.

2. Antes de pronomes possessivos femininos (minha, sua, tua): Eles se dirigiram à minha cidade ou Eles se dirigiram a minha cidade.

Desejamos a todos uma redação nota mil! Viu que não tem crase antes de "todos", né?