Seja a primeira ou a enésima vez que você está frente a frente com um futuro chefe em potencial, fazer uma entrevista de emprego nunca é fácil. Afinal, uma resposta ruim pode fazer toda a diferença entre obter o emprego e perder sua chance de vez.

Com isso, não é surpresa que muitas pessoas sejam tomadas de nervosismo ao descobrir que seu currículo chamou a atenção de uma empresa ao ponto de eles quererem conhecê-lo pessoalmente. A boa notícia é que – depois da onda de animação inicial – um pouco de preparação podem deixar o nervosismo sob controle na hora da entrevista, além de melhorar as chances de conseguir mostrar todo o seu potencial para conseguir o emprego.

Acha que precisa de uma ajudinha sobre como alcançar tudo isso? Então confira algumas dicas que separamos logo abaixo:

Conheça a empresa

(Fonte: Giphy)

Não tem essa de ir para a batalha desarmado, não é mesmo? No caso da entrevista, saber o máximo possível sobre a empresa em que você pode estar trabalhando dentro de algumas semanas é uma boa ideia por vários motivos. O maior deles é porque, sem saber detalhes como a filosofia da empresa, os produtos que ela vende ou mesmo as últimas notícias relacionadas à companhia, é fácil parecer completamente despreparado diante do entrevistador; da mesma forma, mostrar que você sabe tudo isso passa interesse da sua parte.

Em alguns casos, uma simples pesquisa na internet pode resolver; em outros, a única opção pode ser ir até lá pessoalmente e pedir algumas informações. Esse último caso, inclusive, tem a vantagem de ajudar você a saber melhor como chegar lá ou o tempo de viagem – dados preciosos para não acabar se perdendo ou errando o horário no dia da entrevista em si.

A aparência certa faz toda a diferença

Nossa dica é tentar se encaixar tanto à cultura da empresa quanto ao que é esperado de alguém no cargo procurado. É claro que você não vai ir vestido para sua entrevista com um terno Pierre Cardin quando o que você busca é uma vaga de palhaço. Assim como a idéia não é ir de chinelo e bermuda para uma entrevista no banco, por exemplo.Independente do estilo de vestimenta, ir cheirosinho, de banho tomado, sem mau hálito e bem arrumado é importante. E não esqueça de aproveitar para dar aquele aperto de mão perfeito – firme, mas não forte demais.

Lembre-se: a entrevista é a metade do caminho

(Fonte: Giphy)

Um fator que deixa muitas pessoas suando frio frente a uma entrevista é o fato de que elas não se sentem à altura da vaga ou dos candidatos interessados nela. Curiosamente, essa é provavelmente a última preocupação que ela deveria ter: uma empresa dificilmente vai gastar seu tempo ou recursos chamando para uma entrevista alguém que não se tem o mínimo necessário para atender as necessidades da companhia.

Por isso, não se esqueça que seu currículo já deu o “primeiro passo” por você. A partir de então, o mais importante é se concentrar em mostrar que você merece essa chance.

Conheça seu currículo

Já que estamos falando do seu currículo, está aí outro item importante para você conhecer de ponta a ponta. O motivo é simples: as informações colocadas nele muitas vezes servem como base para os tópicos abordados na entrevista.

Isso quer dizer que apenas saber tudo o que você colocou na lista é só uma parte do estudo do seu currículo. É importante estar preparado para explicar sobre como cada parte de sua trajetória ajudou em sua formação profissional; se conseguir listar alguns projetos importantes da sua carreira e os resultados que teve com ele, melhor ainda.

Ir acompanhado? Apenas de boas vibrações

Fato: ser confiante e seguro de si é algo muito apreciado por entrevistadores. Mas sabe o que passa exatamente o contrário disso? Ver você chegando na fila de espera acompanhado da sua mãe, namorada ou amigos.

Assim, por mais que sinta que precisa de companhia naquela demorada fila de espera, o melhor é deixar seu apoio emocional em casa.

Não chegue tarde (nem cedo) demais

(Fonte: Giphy)

Essa é uma dica com motivos óbvios: chegar atrasado para uma entrevista pode não apenas mostrar descaso da sua parte com compromissos, como também fazer com que os entrevistadores simplesmente se recusem a atendê-lo caso a fila de interessados seja especialmente longa ou a empresa seja especialmente rígida, por exemplo.

Claro que também não é recomendável chegar 2 horas antes da entrevista. Afinal, isso pode mostrar que você não é muito bom em gerenciar seu tempo ou está particularmente ansioso com o evento.

Lembre-se das perguntas coringa

Alguns questionamentos são comuns em entrevistas, e você provavelmente já os conhece. Portanto, saber responder a perguntas clássicas, como “Qual é o seu ponto mais forte? E o mais fraco?” ou “Por que você quer trabalhar nesta empresa?”, pode facilitar uma boa parcela de todo esse processo.

Treine sua comunicação

(Fonte: Giphy)

De nada adianta tentar seguir essas dicas e descobrir que não conseguiu se expressar corretamente na hora da entrevista. Esse, inclusive, é um dos problemas mais comuns nessas situações, então o melhor é praticar sua comunicação para melhorar sua capacidade de aplicar, sem tropeços, tudo o que você aprendeu logo acima.

Seja a melhor versão de você mesmo

As dicas podem o ajudar a ter um melhor preparo, mas não há uma palavra mágica para abrir as portas de uma empresa; e cada entrevistador e companhia buscam elementos diferentes em seus entrevistados.

Por isso, nossa dica final não é apenas ser você mesmo, mas sim mostrar como é o seu melhor. Afinal de contas, isso é tudo o que podemos fazer.