O trabalho escolar com bebês e crianças até 3 anos demanda cuidados especiais, tanto na seleção da equipe profissional que acompanhará esses alunos, quanto na escolha do material didático e na organização do próprio espaço da escola.

Nesse período da vida, as crianças pequenas estão adquirindo capacidades que serão a base para a formação de outras habilidades mais complexas, necessitando de planejamento e acompanhamento de atividades realizadas por um profissional especializado.

Equipe completa

Crianças pequenas precisam de um acompanhamento por profissionais especializados. (Fonte: Shutterstock)

A equipe para atender crianças bem pequenas precisa incluir berçaristas, para acompanhar os bebês, e nutricionista, para a elaboração de uma dieta adequada aos alunos. A presença de outro profissional da área de saúde, como médico, enfermeira ou um auxiliar de enfermagem, é importante para garantir atendimentos urgentes que sejam necessários.

Como alinhar a prática docente à proposta educacional da escola?

Outros profissionais, como psicomotricistas, psicólogos e fonoaudiólogos, podem contribuir para o desenvolvimento integral dos alunos. Além de propiciar um atendimento completo, uma equipe bem estruturada agrega valor às atividades pedagógicas, dando segurança para que os pais possam deixar seus filhos pequenos aos cuidados da escola.

Todos os profissionais devem ser orientados por um coordenador pedagógico e um diretor de escola. Dessa forma, é garantido o cumprimento do currículo escolar, com o devido planejamento das atividades e acompanhamento do desenvolvimento dos alunos por meio de relatórios de avaliação.

Espaço adequado

O espaço escolar deve ser adequado ao atendimento dos alunos dessa faixa etária. O ambiente deve oferecer os padrões mínimos de qualidade, em especial com relação à proteção e à segurança das crianças pequenas. (Fonte: Shutterstock)
O espaço escolar deve ser adequado ao atendimento dos alunos dessa faixa etária. O ambiente deve oferecer os padrões mínimos de qualidade, em especial com relação à proteção e à segurança das crianças pequenas. (Fonte: Shutterstock)

O ideal é que os espaços sejam amplos, bem iluminados e com boa ventilação. As turmas devem ser pequenas para evitar aglomeração, permitindo que tanto o professor quanto o berçarista possam trabalhar em conjunto para um atendimento adequado às crianças.

Como aproximar pais e professores?

A infraestrutura precisa considerar as diferentes atividades comuns dos bebês e das crianças pequenas, como espaço para brincar e engatinhar. Locais de suporte também são importantes. Entre os mais indicados estão: espaço para alimentação, enfermaria, áreas destinadas para dormir e tomar banho de sol, trocadores e banheiros adaptados para o atendimento aos bebês e às crianças pequenas.

Rotina das crianças

Todos os horários devem ser planejados pelo pedagogo, tanto para a realização das atividades quanto para o descanso. A equipe de profissionais envolvida no atendimento às crianças deve seguir a agenda previamente definida pelo pedagogo, sob a supervisão do coordenador pedagógico ou da direção da escola.

Uma rotina bem estabelecida é fundamental para um trabalho pedagógico adequado, principalmente para ajudar as crianças pequenas a organizar e a perceber tanto os momentos quanto os espaços diferentes de cada atividade. As famílias devem entender os objetivos do trabalho a ser desenvolvido, para que possam estar de acordo com a escola quanto à rotina da criança.

Além disso, é importante que os profissionais conversem e interajam com os alunos, mostrando quando e como as atividades estão sendo desenvolvidas, para envolvê-los no processo de formação. Esse momento também faz parte dos desenvolvimentos cognitivo, físico e moral das crianças.

Fonte: Sistema Mackenzie na Prática

Gostou deste conteúdo? Conheça o Sistema Mackenzie de Ensino.