Quer potencializar sua carreira? Comece uma pós-graduação no Mackenzie

O trabalho pode ser muito mais que um salário no fim do mês. É possível encontrar no ambiente profissional desafios que movimentem sua carreira e ofereçam oportunidades de crescimento, a exemplo da construção de redes de contato, que também pode ser fortalecidas entre colegas que você faz em cursos de pós-graduação.

É por meio do chamado networking que surgirão parcerias capazes de alavancar sua carreira. Mas como lidar com essa dimensão durante a pandemia, em que parte significativa das organizações está em home office?

Conheça algumas dicas para se manter em atividade e com capacidade de criar relações que qualifiquem sua atuação e permitam que você desfrute de relações com mais valor.

1. Planeje sua carreira para o "novo normal"

É importante atualizar o planejamento da sua carreira diante das circunstâncias impostas pela pandemia. (Fonte: Shutterstock)

A pandemia da covid-19 já mostrou não ser um problema de curto prazo. O Brasil enfrenta contaminações há meses, que já custaram milhares de vidas. E, a julgar por outros países, o retorno a uma normalidade relativa conviverá com novos picos de contaminação, que farão com que o isolamento e a convivência externa precisem se alternar.

Vantagens profissionais e pessoais da internacionalização

Por isso, é necessário atualizar os planos para sua carreira. Pode fazer sentido trocar os planos de intercâmbio por um estudo de língua à distância, por exemplo. O importante é, na medida do possível, aproveitar as oportunidades que esse período traz e não se deixar paralisar.

2. Acerte nas ferramentas de comunicação

Escolher bons apps é fundamental para trabalhar e estudar com qualidade e fazer contatos com colegas no período de pandemia. (Fonte: Shutterstock)

Desde que o home office começou a ser implantado em peso nas empresas, uma série de aplicativos e softwares vêm sendo testados. Diversos deles já estão consolidados e tendem a permanecer em alta mesmo após a pandemia ceder, uma vez que permitem contato com qualidade sem necessidade de encontros presenciais. Isso ajuda a economizar com logística, por exemplo.

Leia mais sobre mercado e carreira

Por isso, ao planejar sua atividade profissional para esse novo período, avalie as reais necessidades e quais ferramentas respondem adequadamente a elas. Além dos instrumentos para lives — os que mais se popularizaram —, vale a pena investir em softwares que facilitam a gestão compartilhada de tarefas e fluxos de informação.

3. Redes sociais, para que te quero!

Dar atenção ao LinkedIn é uma forma importante de estabelecer contato com outros profissionais. (Fonte: Shutterstock)

No período de pandemia, as mídias sociais podem se tornar recursos estratégicos. Isso porque diversas organizações e profissionais têm se dedicado a uma gestão competente e qualificada desse meio — até mesmo dos apps pensados para a vida privada, como Facebook e Instagram.

Mas o LinkedIn é, sem dúvida, o ponto principal a ser destacado. Uma boa gestão dessa mídia social tem o potencial de abrir horizontes profissionais, aproximá-lo de pessoas interessantes e tornar esse espaço um cartão de visitas com ótima projeção.

4. Participe de discussões online

Participar de lives é uma oportunidade de manter contato com pessoas relevantes na sua área profissional. (Fonte: Shutterstock)

Estar bem informado é uma necessidade que antecede a pandemia. Mas dedicar tempo a ouvir profissionais que são referências para você pode unir o útil ao agradável, uma vez que, paradoxalmente, a internet pode aproximar as pessoas.

Pode ser intimidador falar com um orador após uma palestra feita em um auditório com centenas de pessoas, mas pode ser menos constrangedor enviar um e-mail ou uma mensagem no LinkedIn após o evento. Além disso, as lives feitas pela internet têm aberto espaço para debates: vale a pena interagir ativamente com o orador, quando isso for interessante. Assim, você marca presença por onde passar.

5. Crie conteúdo

Produzir conteúdo sobre temas ligados à sua expertise é uma forma de consolidá-la diante de outros profissionais. (Fonte: Shutterstock)

O último ponto a ser destacado é que, se você deseja se constituir como referência em um campo do mercado, uma boa dica é produzir conteúdo sobre ele e disponibilizar em suas redes sociais. Isso poderá fazer com que pessoas que estão chegando nesse campo agora criem referência em você.

Criar um canal no YouTube, por exemplo, pode ser uma boa ideia. Mas é importante, para isso, que esse planejamento faça parte do alinhamento mais estratégico da sua carreira e esteja previsto nas suas inserções em redes sociais. Assim, você terá foco e atingirá objetivos com mais facilidade.

6. Faça cursos que agreguem pessoas qualificadas

Avalie o planejamento da sua carreira e aproveite para fazer um MBA ou mesmo outros cursos de curta duração para ter contato com mais profissionais que, como você, desejam trocar experiências e constituir uma rede de interação que propicie crescimento.

Optar por instituições sólidas é um diferencial importante. Mais do que uma linha a mais no currículo, as universidades com gabarito acadêmico, como a UPM, serão capazes de ofertar um corpo de professores de excelência e uma estrutura que permita a interação com colegas que agreguem informação à sua trajetória.

Fonte: Empreendedor, Blog Impulso

Conheça mais sobre os cursos de pós-graduação do Mackenzie