Estabilidade, bons salários e servir à sociedade; esses são os principais motivos que levam brasileiros a sonhar com uma carreira no funcionalismo público. Segundo a Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac), o número de concurseiros cresce 40% ao ano, em média. São milhares de pessoas que dedicam anos aos estudos, em especial se estão focadas em carreiras na diplomacia ou na magistratura; os candidatos nessas áreas chegam a estudar entre 6 anos e 10 anos.

Tamanho esforço não deve ser à toa, por isso é muito importante você escolher o concurso público ideal para seu perfil. Antes de se inscrever em qualquer edital, reflita sobre as seis perguntas a seguir.

1. A carreira pública é para mim?

(Fonte: Giphy)

Além da estabilidade e do salário, o que o motiva a acordar todos os dias e trabalhar? É importante alinhar suas expectativas com a realidade da carreira pública, em especial com o plano de carreira e a oferta de desafios. Antes de se inscrever em um concurso, identifique quais são os pontos positivos e os negativos de atuar no funcionalismo público ou na iniciativa privada.

2. Eu quero mudar de cidade?

Existem concursos nas esferas municipal, estadual e federal. Os editais da União são os que oferecem melhores salários e benefícios, mas são os mais concorridos e muitas vezes exigem que o candidato aprovado mude de cidade.

Já os concursos municipais e estaduais se restringem à própria jurisdição, o que facilita a vida de quem não quer se mudar. Eles são menos concorridos e têm uma quantidade maior de vagas, porém oferecem salários menores.

Antes de se inscrever para um concurso, verifique no edital a lotação do cargo, ou seja, o município em que os aprovados deverão trabalhar. Também confirme se existe a chance de pedir transferência em pouco tempo. Esse tipo de mudança exige uma grande capacidade emocional, por isso você tem que ter certeza da escolha.

3. Qual área de atuação tem mais a minha cara?

(Fonte: Giphy)

Conhecer as áreas de atuação dos servidores também é essencial para escolher o concurso público ideal. São elas:

  • bancária;
  • segurança pública;
  • fiscal;
  • administrativa;
  • judiciária;
  • diplomática.

Todas elas têm vagas para diferentes níveis de escolaridade. E aí entra outra questão que deve ser levada em conta: você quer trabalhar na sua área de formação? Se a resposta for "sim", o melhor é buscar editais específicos para sua graduação. Há concursos periódicos para engenheiros, enfermeiros, psicólogos, jornalistas e para as mais diferentes profissões nas esferas municipal, estadual e federal. Se a resposta for "não", é preciso conhecer as áreas disponíveis para saber qual mais se enquadra no seu perfil.

4. Como é o dia a dia do cargo que pretendo ocupar?

Depois de aprovado, você vai passar 8 horas por dia trabalhando no cargo que escolheu. E esse tempo deve ser prazeroso, ainda mais se você se identifica com a função social e a missão do órgão público em que irá atuar. Você irá atender ao público? Terá que fazer relatórios e cálculos? Terá que fazer auditorias? Terá que viajar com frequência?

Tudo isso deve ser levado em conta. Para conhecer a rotina do órgão, é interessante conversar com quem trabalha lá ou com servidores que atuam na área.

5. Tenho pressa para escolher um concurso?

(Fonte: Giphy)

Quais são seus planos além de ser aprovado em um concurso público? Sim, eles devem ser considerados, pois vão determinar quanto tempo você pode esperar por uma aprovação. Tenha em mente que os cargos com os maiores salários exigem anos de estudo, em especial para postos na esfera federal.

Caso você tenha pressa em passar, pesquise concursos administrativos e de carreiras de apoio, além da área bancária. Eles são uma boa porta de entrada, pois depois da aprovação você pode continuar estudando para editais melhores.

6. Atendo a todos os requisitos do concurso?

Nessa hora, o edital será o seu grande amigo. Quando já tiver escolhido qual área e em qual esfera quer atuar, verifique o nível de escolaridade exigido. Ter uma pós-graduação muitas vezes conta pontos na seleção, mas, caso você não tenha a formação necessária, corra atrás. Há vários cursos a distância que podem ajudar a completar os requisitos necessários.

Decidiu qual concurso escolher?

Esperamos que, depois da leitura, tenha ficado mais fácil definir o concurso público ideal para o seu perfil. O que importa é você se sentir realizado e feliz com a carreira que escolheu.

Ainda não sabe qual profissão seguir? Acesse nosso guia de profissões 360!