No momento de selecionar o tipo de curso universitário, é preciso fazer a melhor escolha possível. Aproveitar bem os estudos é se qualificar, estar preparado para entrar no mercado de trabalho e conquistar o tão sonhado diploma. A boa notícia é que você pode fazer isso de várias maneiras, seja em aulas presenciais, seja a distância.

Muita gente imagina que cursos de Educação a Distância (mais conhecidos pela sigla EaD) são a melhor escolha por uma série de motivos, incluindo serem mais fáceis que os tradicionais simplesmente por deixarem o aluno estudar quando e onde quiser, sem ser tão cobrado por isso.

Mas a situação é bem diferente. Cursos EaD exigem bastante do estudante e podem trazer muitos benefícios para quem está disposto a encarar o desafio. A seguir, veja algumas das perguntas mais comuns sobre esse estilo de estudo e a verdade sobre cada um desses mitos.

EaD é mais fácil?

Não se engane com isso! A dificuldade de cursos a distância é a mesma dos presenciais em termos de conteúdo. Além disso, é bem comum que as equipes de professores se repitam, o que significa que as aulas são parecidas e os profissionais são igualmente qualificados em ambos os casos.

Os materiais também costumam ser os mesmos: aulas de EaD envolvem textos e apostilas de diferentes disciplinas, além das tradicionais explicações em forma de vídeo. Falando nelas, as videoaulas podem ter recursos audiovisuais que explicam bem as matérias com exemplos variados para que seus alunos não recebam menos informações.

(Fonte: Giphy)

Além disso, os professores normalmente estão disponíveis para tirar dúvidas pela plataforma de estudo, que pode oferecer um espaço de contato direto. E ninguém escapa das responsabilidades como aluno: há avaliações e tarefas a serem realizadas.

Há menos cobrança?

Essa é uma impressão comum de quem não conhece os métodos de cursos a distância, mas é compreensível que seja um pensamento comum, afinal não há uma figura de autoridade presente, como o professor, para conferir prazos, avaliar o comprometimento do aluno e até chamar a atenção dele em momentos de  distração, por exemplo.

Mesmo que não esteja fisicamente presente na instituição de ensino, os deveres do estudante são os mesmos: além de assistir a todas as aulas com seriedade para dominar o conteúdo e absorver o conhecimento, é preciso entregar uma série de atividades, como trabalhos e avaliações, utilizando a plataforma disponibilizada pela faculdade.

(Fonte: Giphy)

É importante respeitar todos os prazos e manter a mesma qualidade exigida em um curso presencial nas respostas — afinal, um bom aluno não quer só passar de ano mas também tirar as melhores notas possíveis. Se deixar aulas e tarefas acumularem, pode ter um trabalho maior do que o esperado para se manter nos prazos no fim do semestre.

O ideal é criar uma rotina de leitura, separando um tempo do dia para realizar essas tarefas, escolhendo um local que seja o mais próprio para esse tipo de atividade, como um canto silencioso com uma escrivaninha. Se seguir focado nos estudos, com certeza arrasará no curso, independentemente de ser ou não presencial.

Os horários são tão flexíveis assim?

Quem escolhe fazer um curso EaD tem de fato uma vantagem em relação aos presenciais. A distância, é o estudante quem faz os próprios horários e escolhe se prefere estudar durante a manhã ou à noite, por várias horas no fim de semana ou de modo fragmentado ao longo dos dias.

Essa é uma personalização que pode ajudar bastante quem já tem uma rotina pesada, por exemplo, e precisa encaixar as aulas no horário disponível, como depois do trabalho. Assim, é possível acessar os materiais e estudar nos momentos mais adequados e produtivos, sem cansar excessivamente e aproveitando os conteúdos oferecidos.

(Fonte: Giphy)

Porém, ainda é preciso separar um tempo que deve ser dedicado integralmente aos estudos, e ele precisa ser suficiente para aprender bem o conteúdo. Nesse caso, disciplina, foco e organização são essenciais, já que as distrações da própria casa são tentadoras — cama, cozinha, acesso fácil à internet e conversas com quem estiver na casa — e podem tirar o foco da aula.

Dê o seu melhor!

(Fonte: Giphy)

Escolhendo ou não cursos EaD, o que importa é que você precisa de foco para superar esse desafio. Com dedicação, persistência e vontade de aprender, é possível concluir as aulas e arrasar nas avaliações. Boa sorte!