Elaborar um projeto de pesquisa é algo obrigatório para vários estudantes. Já para os pesquisadores, é apenas a primeira etapa de uma longa trajetória. Apesar disso, muitos acadêmicos sentem dificuldades para organizar e estruturar suas ideias. Nesta publicação, vamos esclarecer os passos para a construção de um projeto de pesquisa e os principais elementos que compõem sua estrutura. Confira:

(Fonte: Giphy)

O que é um projeto de pesquisa?

O projeto de pesquisa é um documento que reúne diversas ideias e reflexões de um estudante acerca de um trabalho. Por meio dele, é possível se inscrever em processos seletivos ou se candidatar para ser orientado por determinado profissional. Ele é, então, o planejamento detalhado de uma proposta de investigação acadêmica, que pode ser adaptado e modificado quantas vezes forem necessárias, com base em novas informações e questionamentos referentes ao tema escolhido.

(Fonte: Giphy)

Antes de tudo, o problema

Para fazer uma proposta de investigação científica, é necessário que o acadêmico saiba, com clareza, qual é o problema que ele está se propondo a resolver. Isso porque os objetivos, os procedimentos metodológicos, os autores e a própria estrutura do estudo devem focar sempre na solução desse problema.

Imagine, por exemplo, que o seu tema seja o “ensino de língua inglesa”. Então, um possível problema seria “de que modo o uso de jogos eletrônicos pode auxiliar o ensino de inglês para alunos de 8 anos?”.

Depois dessa delimitação, é hora de pensar nas indagações que ele gera. Por exemplo: o que será que…?; “como tal coisa se caracteriza?”; “que sentido tem...?”; “por que tal processo acontece?”; “que diferenças existem entre...?”; “quais são as formas diversificadas e variações de tal processo comunicacional?”. Desse modo, você terá um conjunto de perguntas capazes de guiar a estruturação do seu projeto de investigação, e ficará mais fácil compreender quais tópicos irão para a proposta e quais ficarão de fora.

(Fonte: Giphy)

Como estruturar um projeto de pesquisa

A estrutura de propostas é bastante variável, mas existe um padrão que vai ao encontro das normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Capa

A capa é um elemento externo opcional em um projeto de pesquisa. Porém, utilizá-la faz o trabalho ter um ar mais organizado e profissional. Nela, vão informações como o nome da instituição para a qual ele será submetido, o nome dos autores, o título, a cidade e o ano da entrega.

Folha de rosto

Na folha de rosto, são apresentadas informações como nome dos autores, título, tipo de estudo, nome da instituição para a qual ele será submetido, nome do orientador, co-orientador e coordenador (se tiver), e na parte inferior da página, local e ano de sua submissão.

Sumário

Esse campo mostra as divisões, os capítulos e as seções do trabalho, bem como numera as páginas em que cada elemento está localizado.

Introdução

A introdução inicia a parte textual do projeto e apresenta o tema, o problema e as hipóteses iniciais. É importante esclarecer que o problema da pesquisa científica precisa ser uma pergunta, e as hipóteses são teorias e suposições testáveis que buscam resolvê-lo.

Objetivos

Os objetivos devem ser claros e descritos com verbos no infinitivo, para determinar uma ação. Normalmente, os estudos contêm um objetivo geral, que é mais amplo e representa a principal meta do trabalho, e outros específicos.

Justificativa

Nesse campo, o pesquisador deve deixar clara a importância da pesquisa nos campos teóricos, metodológicos e empíricos. Para isso, ele pode incluir fatos que determinam a escolha do tema de estudo e justificam a escolha das referências utilizadas.

Referencial teórico

Aqui, é necessário demonstrar o que você já leu sobre o tema e incluir fontes de livros, buscas em internet ou em outras fontes de informação relevantes e confiáveis.

Metodologia

É preciso explicar quais métodos científicos serão seguidos na pesquisa: esclarecer se ela será bibliográfica, exploratória, descritiva etc. E, ainda, quais são os possíveis recursos que serão utilizados para a execução da proposta.

Cronograma

Faça uma tabela estabelecendo prazos para as atividades propostas no projeto.

Referências

Nesse campo, são apresentadas em ordem alfabética todas as fontes de pesquisas utilizadas durante a elaboração do projeto.

(Fonte: Giphy)

As pesquisas científicas não são iguais

Como mencionamos anteriormente, a estrutura de um projeto pode variar de acordo com as necessidades da proposta. Então, dependendo da situação, você também poderá recorrer a elementos como listas de ilustrações, tabelas, abreviaturas, siglas, símbolos, glossário, apêndice, anexos e índices. Mas fique atento, pois cada processo seletivo indica o tipo de projeto que procura, então sempre leia o edital antes de fazer qualquer inscrição.

(Fonte: Giphy)

Quer potencializar sua carreira? Comece uma pós-graduação no Mackenzie!