Estudar em uma instituição de renome, se preparar e estar sempre antenado com o mercado são lições básicas para qualquer profissional. Mas quando o assunto é dinheiro, podem surgir dúvidas e dificuldades. O salário recebido não serve apenas para quitar boletos; é também uma forma de reconhecimento e motivação para colaboradores. Então, na hora em que pinta a necessidade de um aumento, é importante saber como e quando negociar o reajuste com os chefes. Para ajudar nesse momento crítico, listamos algumas dicas que podem ajudar:

Não tenha medo

O receio de parecer reclamão ou ingrato bloqueia muitos profissionais na hora de pedir aumento de salário. Uma pesquisa realizada pela Payscale indica que 57% dos entrevistados nunca questionaram o gestor e 28% desses afirmaram se sentirem pouco à vontade para falar sobre o assunto. Há também que se considerar a diferença salarial entre homens e mulheres. É um degrau que tende a diminuir, mas uma pesquisa realizada por estudantes do MBA da Universidade Carnegie Mellon apontou que, na média, somente 7% das mulheres negociaram o salário inicial, contra 57% dos homens.

(Fonte: Giphy)

Estude o terreno

Avaliar se você está dentro do patamar oferecido pela empresa e pelo mercado é superimportante, pois é essa informação que vai orientá-lo sobre quanto pedir. E existem sites — como LoveMondays, Glassdoor, Payscale, entre outros — que indicam a média salarial do cargo ocupado. Conversar com colegas da mesma empresa ou que atuem no mesmo setor na sua cidade também ajuda a indicar um patamar para que você possa negociar. Lembre-se que informação vale ouro!

(Fonte: Giphy)

Jogue junto

O desempenho dos colaboradores também é um indicativo da performance do gestor. Então é do maior interesse dele que você se saia bem nas atividades e mostre evolução. Para ter certeza que você está, de fato, evoluindo e andando junto com as metas da empresa, peça feedbacks e avaliações. Deixe claro quais são seus objetivos e como você pretende atender e superar as expectativas da companhia.

(Fonte: Giphy)

Apresente argumentos

Na hora de pedir um salário maior, isso vai ser visto como um custo para a empresa. Para justificar seu pedido, é essencial apresentar boas justificativas. Avalie quais foram as suas contribuições para a companhia no último ano. Reúna resultados positivos, conquistas e desafios superados, para que isso conte a seu favor na hora da negociação.

(Fonte: Giphy)

Saiba quando pedir

Lembra quando você esperava sua mãe estar de bom humor para pedir algo? Pois então. Essa técnica continua valendo. Analise se a empresa está passando por um bom momento, se os gestores estão satisfeitos e se não há nenhuma crise iminente. Esses fatores podem ser determinantes para o seu sucesso ou fracasso na hora de negociar. Afinal de contas, você não quer ouvir como resposta “perdemos muitos clientes recentemente e estamos lutando para manter os funcionários”.

Avaliar se seu chefe está satisfeito com seu desempenho também é um bom termômetro para sua causa.

(Fonte: Giphy)

Saiba onde quer chegar

Especialistas indicam que é mais vantajoso fazer a primeira oferta de salário, quando se faz o pedido de aumento. Eleve o valor desejado em 10% ou 15%, para ter uma margem de negociação se necessário, mas determinar o patamar a que se deseja chegar é essencial. Isso contraria o senso comum, mas faz muito sentido do ponto de vista de negociação. É importante também não ceder à pressão de encontrar o meio-termo, pois isso pode mostrar características não desejáveis sobre você. Procure mostrar firmeza, se o caso permitir e se isso não abalar seu posto.

(Fonte: Giphy)

Humanize

Com números, metas e objetivos claros, é hora de colocar a negociação em prática. Durante a reunião, procure humanizar a sua causa; afinal, o dinheiro que você está pedindo servirá para um propósito. Explique quais são suas necessidades, como isso pode afetar seu desempenho na empresa de maneira positiva e por que merece o aumento salarial. Estimule que o gestor fale sobre ele também, pois assim a conversa se torna mais próxima e humana. Esse fator pode ajudar na discussão, visto que, quando a conversa se restringe somente a números, fica fácil passar a régua e encerrar o assunto.

(Fonte: Giphy)

Tome um café

Antes da reunião começar, tome uma boa xícara de café. Isso o deixará alerta, concentrado e focado no assunto em questão. A cafeína demora cerca de 30 minutos para fazer efeito depois de ser ingerida, então esse é o tempo de preparação ideal. Ensaiar o que pretende falar também é uma grande ajuda. Exponha seus argumentos em frente ao espelho ou para alguém de confiança e teste diferentes reações e respostas. Estar pronto é melhor do que improvisar em casos como esse.

(Fonte: Giphy)

Esteja preparado para tudo

Mesmo com todos os itens desta lista prontos, é possível que a empresa simplesmente não possa lhe dar um aumento. Infelizmente, é algo que pode acontecer. Estar preparado para ouvir um “não” com profissionalismo também diz muito sobre você e como vai encarar esse desafio. Se a vaga valer a pena, mostre que entende a situação e que vai fazer o que estiver ao seu alcance para ajudar a empresa.

(Fonte: Giphy)